Search
Close this search box.
RIO BRANCO
Search
Close this search box.

BRASIL

Furacão De Categoria 4 Pode Afetar O Brasil E Trazer Muitas Consequências

Publicado em

O Furacão Beryl está definindo a temporada de tempestades de 2024 ao alcançar a categoria 4 de maneira extraordinariamente precoce, causando grande preocupação nas Ilhas das Antilhas e possíveis consequências para o Norte do Brasil. Surgindo apenas 10 dias após a formação da tempestade tropical Alberto, Beryl se destacou pela sua força avassaladora e um caminho incomum.

No dia 30 de junho de 2024, este evento meteorológico começou a se formar, demonstrando sua intensidade com ventos superiores a 209 km/h. Especialistas estão observando cuidadosamente seu desenvolvimento, atentos ao rápido fortalecimento e ao potencial de impacto mesmo em áreas distantes.

Consequências e histórico do Brasil

  • Apesar de estar distante do Brasil, o Furacão Beryl possui uma grande quantidade de energia e uma posição geográfica que podem ter efeitos climáticos indiretos consideráveis.
  • Estudos indicam que tempestades como Beryl têm o potencial de alterar os padrões atmosféricos, influenciando a atividade convectiva nas regiões Norte e Nordeste do Brasil.
  • Essas mudanças podem resultar em períodos de estabilidade climática temporária, afetando a distribuição de chuvas e impactando diretamente setores críticos como a agricultura e o fornecimento de água.

Há vinte anos, o Sul de Santa Catarina e o Litoral Norte do Rio Grande do Sul experimentaram a força do primeiro furacão a atingir a costa do Atlântico Sul. Chamado de Furacão Catarina, o fenômeno alcançou os estados brasileiros na noite de 27 de março de 2004 e persistiu até a madrugada seguinte, trazendo consigo ventos que ultrapassaram os 180 quilômetros por hora (km/h).

Continua depois da publicidade

Durante cerca de oito horas, desde que chegou ao continente até se dissipar, o furacão deixou um cenário de devastação, causando 11 mortes e mais de R$ 200 milhões em prejuízos em Santa Catarina. Aproximadamente 36% das edificações na região Sul catarinense foram impactadas, com cerca de duas mil construções completamente destruídas.

Furacão Beryl

A rápida formação do Furacão Beryl neste ano aponta para uma temporada de furacões que pode ser excepcionalmente intensa. Alcançar a categoria 4 tão precocemente não é apenas fora do comum, mas também indica condições oceânicas que podem estar amplificando a força das tempestades no Atlântico Norte.

Segundo as previsões do Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC), Beryl seguirá em rota em direção às Antilhas, trazendo consigo ventos destrutivos, chuvas intensas e ondas perigosas que podem causar inundações severas e danificar seriamente as estruturas. As últimas estimativas indicam uma grande chance de que a Jamaica seja significativamente afetada nos próximos dias.

Propaganda
Advertisement