Search
Close this search box.
RIO BRANCO

CIDADES

Enchentes causam prejuízos bilionários em Rio Branco, Xapuri e Brasileia

Publicado em

Um estudo recente divulgado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) revelou que as perdas decorrentes das enchentes nos últimos anos em Rio Branco, Brasileia e Xapuri, regiões do Baixo e Alto Acre, ultrapassam a marca alarmante de R$ 1.628.414.095,00, resultado dos impactos dos desastres naturais na região.

Para enfrentar os desafios das mudanças climáticas, especialmente na capital e no Alto Acre, está prevista a construção de duas barragens nas nascentes do Rio Acre e do igarapé São Francisco, visando mitigar os efeitos das enchentes recorrentes.

Um grupo de trabalho foi estabelecido, composto por representantes do governo estadual, setor privado e organizações sociais, com o objetivo de monitorar e coordenar as ações necessárias para enfrentar a situação. Esta iniciativa, incentivada pelo Tribunal de Contas do Estado, busca envolver ativamente as universidades (públicas e privadas), órgãos governamentais ligados à área ambiental e empresas de consultoria.

Continua depois da publicidade

De acordo com a CNM, ao longo de uma década, foram emitidos 196 decretos de emergência devido a desastres ambientais, sendo 43 relacionados à seca extrema e 94 às enchentes, destacando a urgência de medidas preventivas e de resposta diante dos impactos crescentes dos eventos climáticos extremos na região.

Essas ações coletivas e estratégicas demonstram o esforço conjunto para enfrentar os desafios das enchentes e desastres naturais, visando proteger as comunidades afetadas e promover a resiliência frente às adversidades climáticas.

Propaganda
Advertisement