Search
Close this search box.
RIO BRANCO

CIDADES

Padaria que fez “gato de luz” deu prejuízo de R$ 850 mil à Neoenergia

Publicado em

Uma padaria conhecida, em Ceilândia, foi alvo de uma operação da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) por fazer “gato de luz” e desviar o equivalente a R$ 850 mil no consumo de energia elétrica. A operação desencadeada pela 23ª Delegacia de Polícia (P Sul) resultou na prisão em flagrante da proprietária da padaria Saborella, nesta quarta-feira (5/6).

De acordo com as investigações, o estabelecimento teve o fornecimento de luz cortado pela Neoenergia com a retirada do relógio medidor, em 31 de maio deste ano, justamente pela falta de pagamento das contas de luz. No entanto, os fiscais da empresa constataram que a padaria seguia funcionando normalmente e acionaram a PCDF.

Quando as equipes policiais e os funcionários da empresa chegaram ao local, flagraram a situação de furto de energia elétrica por parte estabelecimento, o que resultou na prisão em flagrante da responsável pela padaria. Na oportunidade, os policiais ainda encontraram um relógio medidor fora do padrão da Neoenergia.

Continua depois da publicidade

Fraude

A coluna apurou que as equipes descobriram que um relógio foi colocado no quadro de luz do estabelecimento no intuito de forjar de maneira fraudulenta uma situação de regularidade. No entanto, a tramoia servia para dar a aparência que havia um relógio da empresa fornecedora, mas que na verdade não era.

A Neoenergia informou que somente naquela unidade, a dívida da padaria chegaria ao montante de R$ 250 mil e que somados os débitos das outras unidades chegaria ao valor total de aproximadamente R$ 850 mil. Por fim, consta que a mulher, de 38 anos, não tinha passagens criminais. Após as formalidades, ela foi encaminhada à carceragem da PCDF.

Propaganda
Advertisement