Search
Close this search box.
RIO BRANCO

CIDADES

Ponte do Rio Taquari deve ser liberada nesta sexta (10) na BR-386, em Lajeado (RS)

Publicado em

LIBERAÇÃO PREVISTA: Ponte do Rio Taquari deve ser liberada nesta sexta (10) na BR-386, em Lajeado (RS). Foto: Divulgação/CCR ViaSul

Liberação está prevista para o fim da tarde e início da noite desta sexta (10), em uma das faixas na pista sentido interior

Até o fim da tarde desta sexta-feira (10) deve ocorrer a liberação do tráfego em uma das faixas da pista Norte (sentido interior) da ponte do rio Taquari, na BR-386, altura do km 350, em Lajeado (RS). Ao mesmo tempo, permanece liberado o tráfego na pista Sul (sentido capital), em sistema de contrafluxo.

De acordo com a concessionária responsável, com a liberação, serão duas faixas com fluxo no sentido interior, onde o tráfego está mais intenso. Assim, com a abertura da via, será possível adentrar ao município pela alça da Rua Bento Rosa, ou, ainda seguir pela via lateral em direção ao Parque do Imigrante.

Segundo a empresa, também será possível ingressar na BR-386, sentido interior, pela alça em frente à empresa Mercedes, na ponte seca, no km 349. Dessa forma, será possível aumentar a fluidez na região, visto que haverá a segmentação do tráfego local em relação ao da rodovia.

Continua depois da publicidade

De acordo com a concessionária, a operação do tráfego no local seguirá o sistema já adotado na pista contrária, com limite máximo de velocidade de 40 km/h. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) está no apoio à operação.

Recuperação

Segundo a empresa, as equipes de engenharia já realizaram serviços de recuperação da estrutura da ponte no sentido Norte, sem interferência no fluxo. Conforme a evolução dos trabalhos, será necessário interromper o tráfego até a conclusão das melhorias. Essas ações ainda não têm prazo para início.

Desde a última segunda-feira (6) está liberado, sem restrições, o fluxo de veículos leves e pesados sobre a ponte do Rio Taquari e na ponte seca em sistema de contrafluxo apenas pela pista Sul (sentido capital), ou seja, em pista simples, com limite de velocidade de 40 km/h.

Entre as ações realizadas em tempo recorde que permitiram a liberação emergencial do fluxo sobre as pontes, as equipes da concessionária fizeram os serviços de preenchimento de terrapleno com brita drenante (conhecida como rachão), limpeza dos resíduos sobre faixa de rolamento, aplicação de material fresado e sinalização provisória da via com cones.

Ainda não há previsão de liberação total da rodovia.

Cuidado redobrado

Os usuários devem evitar utilizar a rodovia neste período e, caso necessário, que o façam buscando caminhos alternativos. Outra recomendação – ainda que óbvia e obrigatória – é que os condutores respeitem a sinalização implantada nos trechos, bem como as orientações das equipes.

Continua depois da publicidade

Propaganda
Advertisement