Search
Close this search box.
RIO BRANCO

CIDADES

Produtores denunciam precariedade na estrada da Transacreana e se sentem abandonados pelo poder público

Publicado em

O Sindicato dos Extrativistas e Trabalhadores Assemelhados de Rio Branco, conhecido como SINPASA, trouxe à tona denúncias contundentes nesta sexta-feira (10) sobre o que descrevem como um abandono por parte do Departamento de Estradas e Rodagens do Acre (Deracre) em relação às obras no ramal Nova Olinda, uma extensão da Estrada Transacreana, localizada na zona rural de Rio Branco. Em resposta, o Deracre alega estar realizando ações de manutenção na parte já pavimentada da rodovia AC-90 (Transacreana) e trabalhando nos ramais, mesmo durante o período chuvoso.

Segundo o presidente do sindicato, Josimar Ferreira do Nascimento, as condições precárias do ramal Nova Olinda e de outros próximos têm resultado em acidentes, incluindo alguns gravíssimos. Recentemente, uma camionete capotou no quilômetro 180 da via. Ferreira destaca que, ao longo de seis anos da atual gestão estadual, os trabalhos de recuperação ainda não avançaram significativamente, com a situação se agravando a cada dia.

Josimar ressalta que a categoria dos extrativistas se sente abandonada pelo poder público, enfatizando a importância estratégica da estrada para o abastecimento da população local. Ele destaca a falta de apoio e valorização dos produtores e extrativistas, que enfrentam riscos constantes devido às condições precárias das estradas. O sindicalista também critica a burocracia enfrentada pela população local para acessar serviços básicos, como a necessidade de agendamento prévio até mesmo para obter documentos, em um contexto onde a conectividade e os serviços digitais são escassos.

Continua depois da publicidade

Em resposta às acusações, a assessoria do Deracre afirmou estar direcionando recursos para a melhoria do trecho inicial da AC-90, onde uma empresa contratada está atuando do quilômetro 1 ao quilômetro 17 para futuras obras de recapeamento asfáltico. Além disso, durante o período de chuvas, o órgão tem se empenhado em melhorar os ramais da Transacreana para garantir o acesso seguro das rotas escolares.

Propaganda
Advertisement