Search
Close this search box.
RIO BRANCO

CIDADES

Protesto no Sistema Prisional: presos do Iapen no Amapá estão em greve de fome

Publicado em

A situação no Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) no Amapá tomou um novo rumo com a implementação de medidas mais rígidas para visitas e entrada de alimentos, o que desencadeou uma resposta inesperada por parte dos detentos. Em um ato de protesto, os presos do sistema prisional do estado estão em greve de fome há dois dias, recusando as refeições servidas.

Segundo um comunicado oficial da direção do Iapen, a instituição fornece diariamente cerca de 8.500 refeições (desjejum, almoço e jantar) aos detentos. No entanto, a produção em larga escala dessas refeições não permite armazenamento, levando o diretor do instituto, Luiz Carlos Gomes dos Santos Júnior, a buscar apoio de entidades da sociedade civil e grupos sociais para doar as marmitas excedentes às comunidades carentes de Macapá e Santana.

As novas medidas adotadas no sistema prisional do Amapá visam atender às diretrizes estabelecidas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O diretor, Luiz Carlos, enfatizou a necessidade dessas mudanças devido aos problemas decorrentes das regras anteriores, que resultavam no fortalecimento de organizações criminosas e no comércio ilegal de alimentos dentro da penitenciária.

Continua depois da publicidade

Essa adaptação visa aprimorar a segurança e a gestão no ambiente prisional, evitando práticas prejudiciais e garantindo a integridade do sistema. A greve de fome dos presos reflete a tensão e as repercussões das novas diretrizes, destacando a complexidade e os desafios enfrentados no gerenciamento do sistema penitenciário.

Propaganda
Advertisement