Search
Close this search box.
RIO BRANCO

CIDADES

Veja quanto por mês a justiça obrigou o motorista do Porsche a pagar a família da vítima

Publicado em

A família da vítima entrou com uma ação na Justiça para exigir do empresário Fernando Sastre de Andrade Filho o pagamento de uma indenização de R$ 5 milhões por danos morais. Nesta terça-feira, o pedido de tutela antecipada foi parcialmente concedido.

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) determinou que Fernando Sastre de Andrade Filho pague dois salários mínimos por mês (aproximadamente R$ 2.800) aos parentes de Ornaldo da Silva Viana, que faleceu em um acidente. Ornaldo, motorista de aplicativo, foi atingido por trás pelo Porsche Carrera dirigido por Fernando, a uma velocidade de 114,8km/h, segundo laudo pericial. Testemunhas afirmaram que o empresário havia consumido bebida alcoólica momentos antes da colisão.

A família da vítima busca também prestações alimentares para a esposa e a filha adolescente de Ornaldo, que residem em Guarulhos, na Grande São Paulo. Os advogados sugeriram uma pensão de cinco salários mínimos (mais de R$ 7 mil), enquanto o promotor Fernando Cesar Bolque propôs três salários mínimos (pouco mais de R$ 4.200) como pagamento justo.

Continua depois da publicidade

O promotor ressaltou que a indenização busca reparar os danos causados pelo empresário, que tirou a vida do principal provedor da família de Ornaldo. Antes da prisão de Fernando Sastre, seus advogados ofereceram à família da vítima o pagamento de um salário mínimo por tempo indeterminado no processo criminal.

O empresário está detido preventivamente no Centro de Detenção Provisória (CDP) 2 de Guarulhos, após se entregar à polícia na segunda-feira, quando teve sua prisão decretada. Ele é réu no processo, acusado pelos crimes de homicídio por dolo eventual e lesão corporal gravíssima.

Propaganda
Advertisement