Search
Close this search box.
RIO BRANCO

CIDADES

‘Vimos de tudo’, diz voluntário sobre rotina para resgatar vítimas em enchentes no RS

Publicado em

Morador de Porto Alegre, o voluntário Marcelo Vieira está na linha de frente dos resgates que acontecem no Estado do Rio Grande do Sul desde o início das enchentes. Ele não teve sua residência atingida pelas inundações e escolheu ajudar aqueles que foram afetados. Ao programa Terra Agora desta quinta-feira, 9, Marcelo deu detalhes sobre a rotina de salvamentos: “A gente viu de tudo nesse processo.”

“A gente viu a água começar a subir, pedimos para as pessoas saírem, e muitas pessoas não queriam sair. A frase que a gente mais ouviu foi: ‘A água não chega aqui em casa'”, relembrou.

Ele complementou que, de fato, foi algo inédito a proporção que a inundação tomou, pegando os moradores de surpresa.

Continua depois da publicidade

No meio de toda essa tragédia, Marcelo ressaltou a importância da união das pessoas em prol de ajudarem as outras. “Essa solidariedade que a gente tá vendo ameniza um pouco o que a gente tá passando aqui”, afirmou.

Ele contou conhecer pessoas que dirigiram até mil quilômetros para poder ajudar nos resgates. Também ressaltou o trabalho dos agentes das polícias Civil e Militar. “Encontramos gente com a água já no pescoço [ajudando]”, disse.

 

Propaganda
Advertisement