Search
Close this search box.
RIO BRANCO
Search
Close this search box.

ENTRETENIMENTO

Água-viva não causa queimadura e nem dá choque como relatado por Anitta; entenda ferimentos

Publicado em

Anitta disse na última quarta-feira (10) que sofreu um ferimento causado por uma água-viva, enquanto passeava em uma gruta, em Ibiza, na Espanha.

Em suas redes sociais, a cantora mostrou que estava machucada no rosto e nos braços, mas tranquilizou os fãs dizendo que “estava bem”.

“Fui atacada por uma medusa [nome alternativo para água-viva] imensa. Eu lutei com ela (…) Gente, foi uma dor que nunca senti na minha vida”, disse em stories do Instagram.

Continua depois da publicidade

Ela disse que foi “eletrocutada” e “se queimou inteira”. As afirmações, apesar de populares, não incorretas.

Em vez disso, a água-viva solta toxinas pelos tentáculos, causando um tipo envenenamento.

Após ser atingida pelas toxinas, a pele pode escurecer ou ficar vermelha, com aparência inchada. Às vezes, podem aparecer linhas ou marcas onde os tentáculos tocaram, além de coceira, dor intensa e ardência — o que pode ser confundido com queimadura.

Em casos graves, pode haver sintomas como náuseas, vômitos, dificuldades respiratórias e dores musculares, até mesmo arritmia, edema de glote e choque anafilático.

Todas esses sintomas são a reação da pele envenenada pela toxina.

O que fazer em caso de envenenamento

Continua depois da publicidade

Em caso de envenenamento por água-viva, não fique na água para evitar outro contato com o animal. A ferida por ser limpa com água salgada gelada ou vinagre, se estiver disponível (o vinagre branco possui ácido acético, que ajuda a neutralizar a toxina). Essa é a recomendação da Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul em seu portal.

De acordo com o relato de Anitta, um marinheiro que estava no barco a ajudou, limpando o veneno com uma faca. “O marinheiro tirava o veneno da minha pele com uma faca. Ele raspava e o veneno saia marronzinho”, disse, em vídeo.

É importante evitar a luz solar direta no ferimento, já que pode levar a uma inflamação no local, além de poder deixar manchas.

Fazer compressas é indicado nos dias posteriores ao acidente, com soro fisiológico ou água termal, com o líquido gelado, para diminuir os sintomas.

A melhor recomendação é consultar um médico para avaliar o processo inflamatório, caso seja necessário corticoides ou antibióticos.

 

Propaganda
Advertisement