Search
Close this search box.
RIO BRANCO

ENTRETENIMENTO

Belo aparece de aliança no Conversa com Bial e dá nó na cabeça do público

Publicado em

A participação do Soweto, grupo formado por Belo, Criservetom, Claudinho Oliveira e Dado Oliveira, no Conversa com Bial exibido na madrugada de segunda (20) repercutiu nas redes sociais. Internautas observaram que o vocalista recém-separado de Gracyanne Barbosa ainda usava sua aliança de casamento. O fato de Pedro Bial não tê-lo questionado sobre o término causou ainda mais confusão quanto a data de gravação do programa da Globo.

A entrevista foi realizada em 28 de março, praticamente um mês antes de toda a polêmica da suposta traição. O problema foi que, numa estratégia para deixar o programa mais atualizado para quando fosse exibido, Bial se referiu no passado ao primeiro show da turnê em comemoração dos 30 anos do grupo –que aconteceu em 18 de abril, um dia após o anúncio da separação.

Belo, inclusive, chegou a chorar no palco do Allianz Parque, em São Paulo, ao cantar a música Reinventar, em que que o eu-lírico afirma que “não aceita a decisão de teu coração partir”.

Continua depois da publicidade

Desde a época, circulavam boatos de que Gracyanne teria traído o artista com o personal trainer Gilson de Oliveira. Em seu pronunciamento, a musa fitness afirmou não catalogar o ato como traição, mas confirmou ter se envolvido com o colega de academia enquanto ainda estava casada.

Já Belo classificou as acusações de ter tido um affair com a modelo Rayane Figliuzzi também durante o casamento como “narrativas que nunca pertenceram a ele”.

Apesar de não ter sido tópico nas conversas do programa, o assunto veio à tona nas redes sociais. “O Belo ainda estava com a Gracyanne quando esse programa foi gravado? Até aliança ele estava usando…”, observou Rayane Tasques no X.

“Estou vendo a hora que o Bial vai perguntar se o Belo tomou mesmo um galho”, teorizou Isamin. “Belo não tinha tomado galho quando participou dessa conversa não…”, arrematou Edson Stwd.

Outros tópicos, contudo, ocuparam a uma hora de duração do programa. Belo chegou até a falar da dívida com o ex-jogador de futebol Denilson, que gerou uma guerra na Justiça nos últimos anos.

O pagodeiro não só reafirmou que quitou o que devia, como ainda elogiou o atleta. “Denilson sempre foi maravilhoso, sempre gostou de pagode, inclusive quem o levou para o Soweto fui eu. Tudo resolvido, quero até que ele venha tocar aquele tantazinho murcho no palco”, brincou.

Continua depois da publicidade

Ele também relembrou a morte do integrante Buiú, que foi assassinado apenas um mês após o grupo estourar no Brasil. “O Buiú faleceu no começo [do conjunto]. Ele chegou a tirar fotos da capa do [álbum] Refém do Coração, mas não participou”, recordou ele.

O vocalista afirmou que o amigo “namorava” quando foi vítima de um tiro. “Fui eu que reconheci o corpo dele. Na época, a comunicação era muito difícil, não tinha celular. Recebi uma mensagem dizendo para ligar para o escritório, falando: ‘Parece que aconteceu um acidente e o rapaz está no hospital da zona leste’. Peguei meu carro e fui para lá, quando cheguei já haviam dado o falecimento dele, que sofreu um assalto e foi assassinado por um garoto de 13 anos”, narrou.

Propaganda
Advertisement