Search
Close this search box.
RIO BRANCO

ENTRETENIMENTO

Compadre Washigton revela ter mágoa de Scheila Carvalho: “Detesto ela”

Publicado em

Compadre Washington guarda uma grande mágoa de Scheila Carvalho. O cantor namorou a dançarina em 1998, logo depois de ela entrar para o É o Tchan. Porém, com o término da relação, em 2002, os dois se tornaram rivais. “Detesto ela, não gosto dessa mulher”, disse em entrevista para o Universo Axé, da TV Aratu, 10 anos depois da separação.

“Não sei por que ela não assume que tivemos um romance, não sei se ela tem vergonha ou porque quando a gente terminou, brigou mesmo. Não falo com ela, detesto ela, não gosto dessa mulher”, declarou.

Compadre revelou o motivo: “Isso tudo porque teve um lance que, quando terminamos, ela deixou de falar com minha filha, que adorava ela”.

Continua depois da publicidade

Segundo ele, Scheila conquistou a confiança e os sentimentos da menina quando ainda se relacionavam, mas, no fim, se afastou definitivamente e não a procurou mais. Para o baiano, essa atitude foi a gota d’água:

“Minha família deu atenção a ela quando veio para Salvador, e ela fez isso com minha filha. Essa foi minha mágoa maior. A gente terminou, e ela esqueceu da minha filha, não falava com ela. Mexeu com a minha família, vai tomar pau”, pontuou.

Compadre Washington chegou a alfinetar o atual marido da morena, Tony Salles, que atuou no grupo de 2002 a 2006. “Desde que ele começou na banda, eu nunca fui com a cara dele, e isso não teve nada a ver com Scheila”, lembrou.

O artista ainda contou que Tony faz parte da sua família. Atualmente, Salles comanda os vocais da banda Parangolé. “Isso foi bem antes, e olha que ele tem um parentesco comigo. Para mim, o artista tem que ser original, não gosto de artista que tem marra. E ele é marrento”, concluiu.

Na ocasião, Scheila Carvalho reagiu às falas de Compadre: “Minha vida hoje é minha filha, meu marido e meu trabalho. Não vou ficar dando pano para a manga desta pessoa”.

No ano passado, o É o Tchan reuniu sua formação original, com Compadre Washington, Beto Jamaica, Sheila Mello e Scheila Carvalho, para fazer uma turnê pelo Brasil, em comemoração aos 30 anos do grupo, ignorando as tretas entre eles.

Continua depois da publicidade
Propaganda
Advertisement