Search
Close this search box.
RIO BRANCO

ENTRETENIMENTO

Morre Ziraldo, autor de ‘O Menino Maluquinho’, aos 91 anos

Publicado em

Ziraldo foi um dos fundadores do jornal 'O Pasquim', no ano de 1960, um dos principais veículos a combater a ditadura militar no Brasil

O cartunista, chargista, escritor e jornalista Ziraldo morreu, aos 91 anos, neste sábado (6), no Rio de Janeiro. Criador de personagens icônicos como os de “O Menino Maluquinho” e Turma do Pererê”, ele morreu de falência múltipla dos órgãos nesta tarde, em seu apartamento que fica na zona sul do Rio. Personalidades, como o ministro Paulo Pimenta, da secretaria de comunicação social da Presidência da República, lamentou nas redes sociais a morte do artista. “Com tristeza, recebemos a notícia da partida de Ziraldo, aos 91 anos, o brilhante criador de “O Menino Maluquinho”. Suas histórias marcaram a infância de muitos e continuam a encantar gerações. Enviamos nossas condolências à família e aos admiradores. Descanse em paz, Ziraldo”, escreveu.

Nascido em 24 de outubro de 1932 em Caratinga (MG), Ziraldo Alves Pinto era o filho mais velho de sete irmãos e teve o nome criado a partir da junção do nome da mãe (Zizinha) e do pai (Geraldo). No ano de 1957, se formou em Direito pela Faculdade de Direito de Minas Gerais, em Belo Horizonte e no ano de 1958 casa-se com sua namorada há sete anos, Viloma Contijo. Juntos, tiveram três filhos: Daniela, Fabrizia e Antônio. Ao longo da carreira fez inúmeros quadrinhos, sendo o de maior sucesso “O Menino Maluquinho”, em 1980, que é considerado um dos maiores fenômenos do mercado editorial do Brasil. Ziraldo também foi um dos fundadores do jornal “O Pasquim”, no ano de 1960, um dos principais veículos a combater a ditadura militar no Brasil.

Propaganda
Advertisement