Search
Close this search box.
RIO BRANCO

ENTRETENIMENTO

NATTAN DESTACA INFLUÊNCIA DO SERTANEJO EM SUA CARREIRA E COMEMORA SHOW NA PECUÁRIA DE GOIÂNIA

Publicado em

Nattan se apresentou na Pecuária de Goiânia na noite da última sexta-feira (17/5) e, nos bastidores, antes de subir ao palco, conversou com a repórter Jussara Avila, do portal LeoDias, e revelou a referência da música sertaneja na sua vida e nos shows. Ainda contou a forma certa de comer pequi, fruto típico do Centro-Oeste.

Mas antes disso, ele disse que se apresentar no evento é a realização de um sonho: “Estou muito feliz. Estar em Goiânia sempre é bom, está cheio de amigos aqui no camarim. Eu me preparo sempre muito bem para vir pra cá. A gente que vem do Nordeste está ganhando espaço aqui no Centro-Oeste, para mim é muito importante. Hoje com certeza vamos cantar nossos sucessos. Está cheio, tem fã clube também e a galera falando comigo no Instagram. Estar aqui sempre foi um sonho, um sonho realizado”.

Jussara quis saber se ele tem o costume de ouvir música sertaneja. E a resposta foi sim, desde muito pequeno.

Continua depois da publicidade

“Sempre fui apaixonado por sertanejo, cresci ouvindo. No Nordeste tem muita vaquejada que a gente vai de bota, chapéu e é bom demais. Corre boi, cachaça e mulher bonita pro povo…sertanejo não é só eu, vem da minha mãe, da mãe da minha mãe Chitãozinho e Xororó. Tá na nossa vida desde que está crescendo que nossa mãe limpando a casa, que a gente veio de família humilde e não tinha ninguém pra limpar, quem limpa é a mãe, limpava ouvindo sertanejo. Pra mim tem que cantar sertanejo. Referência muito grande”, brincou o cantor.

Essa referência é tamanha que ele tem um momento do show chamado Radiola do Nattan, quando relembra os modões de sucesso. “Canto tudo”, comentou Nattan.

Nattan ensina a comer pequi, fruta típica de Goiânia

Nattan também nos contou que ama pequi, fruto típico do cerrado, mas que também tem no Nordeste.

“Sou apaixonado por pequi. Aqui em Goiânia é o foco, mas no Piauí também dá muito e minha mãe faz uma ‘arroziada’ de pequi, coloca na galinha, eu como demais”, afirmou ele.

Já no final da entrevista, com aquele jeito descontraído e brincalhão, o cantor contou a forma certa de comer o pequi, já que é um fruto que tem espinhos.

Continua depois da publicidade

“Chupo o pequi até o caroço. Com pequi tem que ir com cuidado, não pode passar muito do ponto senão chega no espinho. Chupe, pode dar uma roidinha, mas roa devagar”, brincou ele.

Propaganda
Advertisement