Search
Close this search box.
RIO BRANCO

ENTRETENIMENTO

Netflix foi obrigada a ‘esconder’ Adriane Galisteu em série sobre Senna, diz site

Publicado em

Além de ter sido ignorada pelo documentário “Senna por Ayrton” (2024), do Globoplay, Adriane Galisteu também terá sua participação na vida de Ayrton Senna minimizada pela série “Senna“, que estreará ainda esse ano na Netflix. A apresentadora e o piloto começaram a namorar em 1993 e estiveram juntos até o último dia de vida de Ayrton, 1 de maio de 1994.

A informação é do “Notícias da TV“, que explica que a decisão foi tomada após um grande impasse entre a produtora da série e a família do piloto — mais especificamente Viviane Senna, irmã de Ayrton e presidente do instituto Ayrton Senna.

Segundo o portal, a administradora teria proibido a Netflix de sequer mencionar a apresentadora de “A Fazenda”, o que teria feito com que executivos da gigante do streaming quase desistissem de produzir a série. Isso porque Galisteu esteve ao lado de Senna em seus últimos 18 meses de vida, e apagá-la da série seria uma tentativa de apagá-la da história do piloto.

Continua depois da publicidade

Para evitar represálias da família e de espectadores, a Netflix concordou em incluir Adriane na produção de forma reduzida. A atriz Julia Foti, que dará vida à ex-modelo na produção, terá menos tempo de tela do que outras ex-namoradas de Senna. Ela, inclusive, não será retratada como a “viúva” do piloto.

Rivalidade com Xuxa e família de Senna

Apesar de ter sido a última namorada do piloto, Adriane Galisteu não tinha a simpatia de sua família. Isso ficou provado em 2023, durante a participação de Viviane Senna, irmã de Ayrton, na minissérie “Xuxa, O Documentário”.

Em seu depoimento, Viviane fez questão de falar que nem Xuxa e nem Senna — que namoraram entre 1988 e 1990 — “precisavam um do outro para ser reconhecidos e se alavancar”, o que foi visto como uma indireta a Galisteu — que, à época, tinha 19 anos e estava iniciando a carreira de modelo.

Também na minissérie documental, Xuxa falou sobre o ex: “Quando ele começou a namorar a Adriane Galisteu, ele realmente ficou um ano sem falar comigo. A gente não se viu até ele morrer”. Apesar disso, ela revelou que, supostamente, tinha um “encontro marcado” com o piloto um dia antes de ele morrer.

E foi rebatida por Adriane: “Acho que uma mulher que a vida toda se preocupou com exemplos não deu um bom exemplo. É a mesma coisa que ela começar a namorar e eu ir atrás do namorado dela. Não acho justo, com tantos homens por aí. Foi ela que terminou com ele, não foi ele. Quando comecei a namorar, eles já estavam separados há mais de dois anos. Não entrei no meio de nada. Achei feio. Uma mulher que se preocupa tanto com a imagem, de repente sai para falar uma coisas dessas. Não me comovi em nada e achei mega deselegante”.

Continua depois da publicidade

Vale lembrar que, no velório de Senna, Xuxa foi recebida com carinho pelos parentes do piloto, enquanto Galisteu, que era sua namorada, não recebeu apoio da família.

Propaganda
Advertisement