Search
Close this search box.
RIO BRANCO
Search
Close this search box.

ESPORTES

5 craques que nunca venceram a Eurocopa

Publicado em

Em sua 17ª edição, a Eurocopa conta com a participação de diversos craques, que estão acostumados a brilhar nos principais palcos do mundo. Dessa forma, os palpites eurocopa apontam para uma reta final de torneio bastante emocionante, já que todas as seleções têm jogadores que podem desequilibrar a partida a qualquer momento.

Ao longo da história, a Eurocopa já testemunhou muitos craques levantando o troféu. Van Basten, com seu golaço em 1988, é um deles. Assim como Zidane, em 2000, e Xavi e Iniesta, em 2008, e repetindo a dose quatro anos depois. Isso sem falar em Platini (1984), Rummenigge (1980) e Cristiano Ronaldo (2016).

Entretanto, muitos outros não tiveram a mesma felicidade. O enorme equilíbrio da Eurocopa, afinal, faz com que alguns craques fiquem pelo caminho, enquanto outros alcançam a glória eterna.

Continua depois da publicidade

Dentre os grandes jogadores que jamais conquistaram o principal torneio de seleções do Velho Continente, podemos destacar alguns. Confira cinco craques que, apesar de suas qualidades, nunca levantaram a taça da Euro.

Roberto Baggio

Para muitos, Roberto Baggio é o principal jogador italiano de todos os tempos. E não é para menos: camisa 10 de alto nível, ele armava jogadas e ainda aparecia para finalizar com enorme qualidade.

Mas, por incrível que pareça, o craque italiano nunca disputou a Eurocopa. Sua primeira convocação para a seleção aconteceu após a Euro de 1988. Na edição seguinte, em 1992, a Azzurra não se classificou, e em 1996 e 2000, o atacante acabou não sendo convocado.

É , sem dúvidas, uma trajetória muito peculiar, considerando que o craque foi a estrela dos principais clubes italianos (Inter, Juventus e Milan) e disputou três Copas do Mundo, tendo grande atuação individual em 1994, quando levou a Azzurra ao vice-campeonato.

Raúl González

Continua depois da publicidade

Durante muitos anos, Raúl foi a cara da seleção espanhola e do Real Madrid. Era um tempo de vacas magras para a Fúria, mas o craque sempre mostrou seu bom futebol e era a principal esperança dos torcedores.

Atacante canhoto e de técnica apurada, ele disputou as Eurocopas de 2000 e 2004 pela Fúria, mas ficou fora das edições de 2008, quando era capitão do Real Madrid, e 2012, ano que jogava no Schalke 04.

Essas foram, justamente, as edições em que a Espanha sagrou-se bicampeã consecutiva e mudou seu status no mundo do futebol de uma vez por todas.

Zlatan Ibrahimovic

Embora tenha sido um dos grandes atacantes do futebol mundial durante quase duas décadas, Ibrahimovic jamais conquistou uma Eurocopa, apesar de ter participado de quatro edições do torneio.

Isso não chega a ser surpreendente, uma vez que a Suécia, seu país natal, não é uma das principais forças do futebol europeu.
De todo modo, o sueco jamais deixou de mostrar sua enorme qualidade quando vestia a camisa amarela da seleção escandinava.

Luís Figo

Indiscutivelmente, Luís Figo é um dos três maiores jogadores portugueses de todos os tempos – ao lado de Eusébio e Cristiano Ronaldo. Meio-campista cerebral, com visão de jogo privilegiada e que pegava na bola como poucos, ele marcou seu nome no futebol mundial. Ao longo de muitos anos, Luís Figo foi o camisa 10 da seleção portuguesa, e soube honrar essa condição.

Em 2004, o craque esteve muito perto de conquistar a Eurocopa. Naquele ano, a edição foi disputada em Portugal e os donos da casa chegaram até a final. Amplos favoritos, os portugueses, entretanto, acabaram perdendo a decisão para uma surpreendente Grécia.

Kylian Mbappé (ainda)

Único jogador da lista ainda em atividade, Kylian Mbappé tem muitos anos de carreira pela frente. O atacante francês, afinal, tem apenas 25 anos e, por isso mesmo, terá suas oportunidades de conquistar o torneio.

Chama a atenção o fato de que, apesar da pouca idade, o craque já disputou duas finais de Copa do Mundo, tendo vencido uma e sido vice na outra.

Apesar disso, ainda não venceu uma Eurocopa, mas os torcedores franceses depositam suas esperanças no craque para a conquista do desejado tricampeonato.

Propaganda
Advertisement