Search
Close this search box.
RIO BRANCO

ESPORTES

Convocação para Copa América poupa o Flamengo, atormenta o Galo e traz boa surpresa no ataque

Publicado em

Acima de tudo, a convocação de Dorival Júnior anunciada nesta sexta-feira é para ser comemorada pela maioria dos torcedores (de clubes) brasileiros. Apenas três jogadores que atuam no país foram convocados para a Copa América, no meio do ano. Eles desfalcarão seus times por mais de um mês caso o Brasil chegue à final do torneio.

Embora Bento e Endrick também sejam titulares de Athletico e Palmeiras, respectivamente, o maior prejudicado pela lista de Dorival é o Atlético-MG. Sem um reserva imediato, já que Rubens se recupera de lesão, o lateral-esquerdo Guilherme Arana se tornou uma das principais armas do Galo de Gabriel Milito, invicto após 12 jogos.

Substituí-lo será tarefa ingrata para o treinador argentino, ainda que Gustavo Scarpa esbanje versatilidade de sobra para jogar improvisado como ala. De qualquer forma, apesar da preocupação para o time mineiro, Arana merece voltar à seleção. Não tivesse se machucado em 2022, provavelmente teria sido convocado por Tite para a Copa do Mundo.

Continua depois da publicidade

O atual técnico rubro-negro, por sinal, acostumado a desfalcar equipes brasileiras ao longo de sua passagem pela seleção, tem de agradecer a Dorival por ter poupado o Flamengo de maiores problemas. Fabrício Bruno e Ayrton Lucas, que estiveram na primeira lista do ex-comandante do clube, acabaram perdendo a vaga. A má fase do time também contribui, já que nem mesmo a volta de Pedro, que esteve no grupo do Catar, foi cogitada.

Entre ausências sentidas na lista, fora os lesionados Richarlison e Neymar, destaque para o volante Casemiro, em baixa no Manchester United, e o atacante Gabriel Jesus, hoje reserva no Arsenal. Ambos disputaram o último Mundial pela seleção, mas não vêm justificando novas oportunidades pelo desempenho recente.

Já entre os que mereciam um voto de confiança, ficaram de fora o zagueiro Bremer, pilar da defesa da Juventus, e o lateral Rodinei, em mais uma sólida temporada pelo Olympiacos, da Grécia, finalista da Conference League. Acabaram preteridos por Eder Militão, que retorna após se recuperar de lesão, e Yan Couto.

A grande novidade desta convocação é o nome de Evanilson. Revelado pelo Fluminense, o atacante de 23 anos tem 24 gols e seis assistências pelo Porto na temporada. É o maior goleador brasileiro em clubes das principais ligas europeias. Por mais que não tenha a mesma badalação de outros concorrentes na posição, como Vitor Roque, pouco utilizado pelo Barcelona, o centroavante apresenta um cartel que faz jus à aposta de Dorival.

O treinador foi coerente ao manter jogadores que se destacaram nos amistosos contra Inglaterra e Espanha, a exemplo de Bento, Beraldo, Wendell, João Gomes, Andreas Pereira, Lucas Paquetá e Endrick. Apesar de uma ou outra contestação, a lista reúne o que há de melhor à disposição no momento, encabeçada, como era de se esperar, por atletas que atuam na Europa.

Forte concorrente à Bola de Ouro, Vini Jr. estará bem acompanhado durante o torneio que começa em junho, nos Estados Unidos. O título pode ser determinante na corrida pela premiação individual e, no aspecto coletivo, ajudaria a consolidar o processo de renovação da seleção tocado por Dorival.

Continua depois da publicidade

 

Propaganda
Advertisement