Search
Close this search box.
RIO BRANCO

ESPORTES

F1: George Russell é investigado por jogar Piastri para fora da pista

Publicado em

O piloto George Russell, da Mercedes, está sob investigação por supostamente empurrar Oscar Piastri, da McLaren, para fora da pista no Grande Prêmio do Japão, que ocorreu na madrugada deste domingo (7/4).

Na definição do grid de largada, Russell estava no pit lane de Suzuka e tentou se encaixar rapidamente na fila. A Manobra, porém, forçou Piastri a frear bruscamente. Logo, os comissários da Federação Internacional do Automóvel (FIA) pediram, no último sábado (6/4) o depoimento do piloto da Mercedes sobre a manobra. Ele ainda não se explicou.

A nova regra proíbe que os pilotos parem no final da pit lane, o que leva a uma abordagem mais cautelosa para acessar a pista. No entanto, isso pode causar congestionamento e uma disputa discreta por posições mais vantajosas na saída para a qualificação.

Continua depois da publicidade

Piastri viu a manobra de Russell como “unsafe release” – ou liberação insegura, termo utilizado para descrever situações onde a segurança dos pilotos no pit lane pode ser comprometida.

Os resultados da investigação sobre Russell podem gerar punição ao piloto que vive um começo de campeonato ruim. Ele está em sétimo lugar na classificação geral de pilotos e deixou de concluir uma das quatro provas já realizadas nesta temporada.

Não há previsão para o término das investigações. Enquanto isso, o episódio sublinha a importância da cautela e do respeito mútuo entre os pilotos, mesmo em situações de alta pressão como a qualificação para um Grande Prêmio.

Toto Wolff, chefe da equipe Mercedes, vê a investigação como algo “completamente ridículo”. “Normalmente, eu não concordo 100% ou discordo, mas, no final das contas, não houve contato e nem ganho em termos de posição. Então, é loucura”, afirma, em entrevista à Sky Sports Deutschland.

Propaganda
Advertisement