Search
Close this search box.
RIO BRANCO

ESPORTES

Gabigol viaja para a Suiça e tem julgamento do caso de doping adiado

Publicado em

Ao desembacar na Suiça na manhã desta quinta-feira (06), Gabigol foi surpreendido com a notícia do adiamento de seu caso envolvendo a supensão por fradude no doping. De acordo com o GE, a União Federal, que estava envolvida no processo, não foi devidamente notificada e não indicou um árbitro para o julgamento. O CAS (Corte Arbitral do Esporte) acatou a decisão e ainda não existe uma nova data para avaliação do caso.

Em abril de 2023, Gabigol quebrou o protocolo do exame anti-doping e foi julgado e condenado no Brasil à pena de dois anos afastado do futebol. A defesa do jogador recorreu ao tribunal internacional, que concedeu um efeito suspensivo até a data do julgamento final.

Gabigol viajou para a Suiça para dar seu depoimento no julgamento, que aconteceria nesta sexta-feira (07). A decisão pelo adiamento foi tomada de última hora e surepreendeu o staff do jogador, que terá que voltar ao Brasil e retomar suas atividade com o Flamengo. O efeito suspensivo segue válido.

Continua depois da publicidade

O julgamento funcionaria com três árbitros, sendo um representante indicado pela defesa de Gabigol, outro indicado pela Agência Brasileira de Controle de Antidopagem, e o útlimo indicado pelo CAS, que seria o líder da mesa.

Agora, apesar de não haver nova data para a retomada do processo, Gabigol pode ser absolvido quando ocorrer o julgamento ou terá que cumprir a pena e ficar afastado do futebol até abril de 2025. A pena foi estabeelcida pelo Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem, do Brasil, e de acordo com as leis estabelecidas, não é cabivel um aumento de pena neste caso.

 

Propaganda
Advertisement