Search
Close this search box.
RIO BRANCO

ESPORTES

São Paulo desencanta no fim e vence o Cobresal pela Libertadores

Publicado em

Depois do revés na estreia, o São Paulo acertou a trave duas vezes, mas André Silva abriu o placar no fim, enquanto Calleri ampliou o marcador. Assim, os comandados de Tiago Carpini venceram o Cobresal por 2 a 0 no MorumBIS e conquistaram a primeira vitória pelo Grupo B da Libertadores. Com o resultado, o Tricolor Paulista soma 3 pontos, atrás do líder da chave no momento, o Talleres, da Argentina.

Na próxima rodada, o tricolor Paulista mede forças com o Barcelona de Guayaquil, no Equador, dia 25, às 21h (de Brasília). Além disso, os comandados de Thiago Carpini terão as três primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro. O Cobresal, por sua vez, encara o Talleres, no Municipal de Calama, no mesmo dia, porém às 19h (de Brasília).

Sustos iniciais

Continua depois da publicidade

Desde o primeiro minuto, o São Paulo foi em busca da vitória e teve mais volume de jogo que seu adversário. Nesse sentido, logo aos 7, James Rodríguez fez o cruzamento, na medida, para Calleri cabecear e obrigar o goleiro Requena a espalmar para fora. O colombiano recebeu sozinho e arriscou de longe para assustar novamente o arqueiro do time chileno.

Argentino para na trave

Ao longo do primeiro tempo, os donos da casa pressionaram, entretanto apostaram de forma excessiva em jogadas aéreas. Mesmo assim, por pouco não conseguiu abrir o placar. Primeiro com Luciano, que teve tempo para girar e finalizar, porém mandou para fora. Calleri, por sua vez, aproveitou a ajeitada de Arboleda após cruzamento e bateu forte, mas parou na trave.

Não valeu

Na volta do intervalo, o São Paulo construiu boa jogada por dentro e a bola chegou até Luciano, que tirou do goleiro e estufou a rede. No entanto, a arbitragem percebeu a posição irregular de Calleri no início do lance.

Chances desperdiçadas

Continua depois da publicidade

Após escanteio, Michel Araújo subiu e assustou Requena, que evitou o gol do São Paulo. Na sequência, novamente em bola alçada na área, Luciano rola para Michel Araújo, que pega mal e manda para fora.

Paredão tricolor
Sem conseguir abrir o placar, o São Paulo passou a ver o adversário incomodar a meta de Rafael, algo que não aconteceu no primeiro tempo. Na bola aérea, Diego Coelho cabeceou no cantinho, mas o arqueiro tricolor fez ótima defesa. Um minuto depois, foi a vez de Messias bater de longe e obrigar o goleiro a espalmar para fora.

Mais uma na trave

O São Paulo seguiu com a pressão, porém novamente tentava a bola alçada na área, Dessa forma, Michel Araújo tentou uma jogada diferente e bateu da entrada da área, mas acertou o travessão.

Gol salvador

Na reta final da partida, James cruzou para Calleri no segundo pau. Assim, o argentino mandou para o meio da área. Requena evitou o gol de Michel Araújo, mas André Silva finalizou para abrir o placar no MorumBIS.

Artilheiro amplia

Após abrir o placar, os donos da casa voltaram a incomodar o Cobresal e ampliaram o marcador. Dessa forma, Erick recebeu na direita e cruzou para Calleri. Por fim, o argentino cabeceou para boa defesa de Requena e no rebote estufou a rede.

SÃO PAULO 2 X 0 COBRESAL (CHL)

Libertadores-2024 – 2ª rodada da Fase de Grupos

Data e horário: 10/4/2024, às 21h30 (de Brasília)

Local: Estádio do MorumBIS, São Paulo (SP)

Gol: André Silva 36’/2ºT (1-0); Calleri 42’/2ºT (2-0)

SÃO PAULO: Rafael, Igor Vinicius, Arboleda, Diego Costa e Ferraresi; Igor Vinícius (Erick 24’/2ºT), Pablo Maia (Galoppo 12’/2ºT), Alisson e James Rodríguez (Rodrigo Nestor 46’/2ºT) e Michel Araújo (William Gomes 46’/2ºT); Luciano (André Silva 24’/2ºT) e Calleri. Técnico: Thiago Carpini

COBRESAL: Requena; Bechtholdt (Cristián Toro 35’/2ºT), Alarcón e Sandoval; Navarro, Mesías (Filla 35’/2ºT), Leonardo Valencia Lezacano 29’/2ºT) e Munder, Franco García (Lobos 29’/2ºT) e Júnior Castro (Diego Coelho 15’/2ºT) Treinador: Gustavo Huerta

Árbitro: Carlos Ortega (COL)

Assistentes: John Gallego (COL) e Richard Ortiz (COL)

VAR: Yadir Acuña (COL)

Cartões Amarelos: Pablo Maia, Galoppo, Thiago Carpini e Luciano (SP) / Bechtholdt, Leonardo Valencia, Filla, Navarro e Júlio Castro (COB)

Cartões Vermelhos: –

 

Propaganda
Advertisement