Search
Close this search box.
RIO BRANCO
Search
Close this search box.

ESPORTES

Torcedor do Cruzeiro afirma ter sido agredido por Augusto Melo, presidente do Corinthians

Publicado em

Um torcedor do Cruzeiro foi à polícia afirmando ter sido agredido pelo presidente do Corinthians, Augusto Melo, após a derrota do Timão diante da Raposa neste domingo, 7, pelo Campeonato Brasileiro. À reportagem, o Corinthians afirmou que Melo foi hostilizado na saída do camarote do Mineirão.

O caso foi divulgado pela Itatiaia e confirmado pelo Terra. O torcedor, identificado como João Daniel, afirmou que foi à delegacia no estádio de Belo Horizonte para registrar o boletim de ocorrência. Ele também será submetido a exame de corpo de delito.

O cruzeirense relatou que estava acompanhado do filho em um dos bares do estádio, após o fim da partida, quando Augusto Melo deixou o camarote. Foi então que torcedores do Cruzeiro passaram a provocar o dirigente, e João Daniel falou que entrou na brincadeira, dizendo: “Vai ser o presidente do rebaixamento”.

Continua depois da publicidade

O torcedor disse, então, ter sido atingido por um soco desferido por Melo na região do malar, perto do olho. João Daniel afirmou, ainda, não ter reagido e que iria prestar queixa contra o presidente do Timão.

“Ele se dirigiu a mim muito nervoso e me agrediu, na frente do meu filho, que presenciou tudo e ficou muito triste. Eu não revidei, mas depois fiquei um pouco nervoso e falei que eu prestaria queixa. Não por querer alguma coisa, não preciso disso, eu tenho a minha profissão e tudo, mas para que essas pessoas entendam que elas não podem fazer o que querem”, disse o torcedor ao Meu Timão.

Em nota ao Terra, o Corinhtians afirmou que o presidente Augusto Melo foi hostilizado por torcedores do Cruzeiro na saída do camarote do estádio do Mineirão: “Após uma discussão, a equipe de segurança do clube interviu para proteger o presidente e os outros membros da diretoria e staff, afastando alguns cruzeirenses mais exaltados”.

A administração do Mineirão, por sua vez, informou que, caso seja acionada pelas autoridades, irá colaborar com o necessário para as investigações.

 

Propaganda
Advertisement