Search
Close this search box.
RIO BRANCO

ESPORTES

Venda de bens, mudança de casa e mais: veja mistérios sobre a situação de Schumacher

Publicado em

Pouco se sabe sobre o estado de saúde de Michael Schumacher desde o acidente de esqui sofrido no dia 29 de dezembro de 2013, nos Alpes Franceses. Recentemente, a família do heptacampeão mundial de Fórmula 1 ganhou uma ação na Justiça contra uma revista que publicou uma falsa entrevista com o ex-piloto, produzida por inteligência artificial, segundo o jornal Übermedien.

O mistério é tanto que a cada atitude dos familiares do alemão novas dúvidas começam a rondar o mundo do automobilismo. Mas, afinal, o que sabemos sobre o icônico competidor da Ferrari?

Bens vendidos

Continua depois da publicidade

Embora a família não fale sobre o estado de saúde de Schumacher, alguns objetos pessoais do alemão foram comercializados nos últimos anos. No início deste mês, oito relógios do ex-piloto foram vendidos em um leilão, totalizando US$ 4,25 milhões (R$ 21,9 milhões).

Anteriormente, em 2015, Corinna Betsch, esposa do heptacampeão, já havia vendido a casa de férias da família na Noruega e o jatinho particular do casal. As negociações renderam em torno de 25 milhões de libras (R$ 162,5 milhões, no câmbio atual).

Já em 2021, a esposa do ex-piloto vendeu uma mansão na cidade de Gland, na Suíça, por 58,7 milhões de euros (em torno de R$ 327 milhões).

Motivo das vendas

Especula-se que o dinheiro dessas negociações esteja sendo usado para custear o tratamento de Schumacher. Atualmente, Corinna administra a enorme fortuna da família, de US$ 970 milhões (em torno de R$ 4,9 bilhões).

De acordo com o jornal The Sun, ela se reúne com alguns consultores cerca de três ou quatro vezes por ano para avaliar vendas de bens e investimentos.

Continua depois da publicidade

Mudança de casa

Com a venda da antiga casa, a família do piloto adquiriu uma mansão em Maiorca, na Espanha, por 27 milhões de libras (cerca de R$ 175 milhões, na cotação atual), em 2018. Há poucas informações sobre o local, mas há relatos de que o espaço foi equipado com um mini-hospital para deixar o piloto confortável. Em 2022, ela também adquiriu um terreno na mesma cidade, por 2,4 milhões de libras (R$ 15 milhões), para expandir a mansão.

A revista alemã Bunte afirmou que Corinna tem “grandes planos” para a família na Espanha, incluindo sugestões de que eles montarão um rancho de cavalos.

Entrevista do filho

No documentário Schumacher, da Netflix, lançado em 2021, Mick Schumacher, filho do heptacampeão, abriu o coração e afirmou que trocaria tudo para voltar a ter momentos com o pai. Na época, o jovem alemão competia na Fórmula 1 pela equipe Haas, onde esteve em 2021 e 2022.

“Desde o acidente, esses momentos em família, que acredito que muitas pessoas passam com os pais, não estão mais presentes, ou em menor grau, e a meu ver isso é um pouco injusto. Acho que pai e eu nos entenderíamos de uma forma diferente agora, simplesmente porque falamos uma linguagem semelhante, a linguagem do automobilismo, e sobre o qual teríamos muito mais o que conversar. E é aí que minha cabeça está, na maior parte do tempo, pensando que seria muito legal. Eu desistiria de tudo só por isso”, disse Mick.

Poucas visitas 

Com o estado de saúde mantido em sigilo, poucas pessoas têm acesso ao heptacampeão mundial. Além da família, Jean Todt, ex-chefe da Ferrari e ex-presidente da FIA, é um dos frequentadores da casa do amigo.

O brasileiro Felipe Massa, que foi companheiro de Schumacher na Ferrari em 2006, chegou a visitar o colega no início de 2014, ainda no hospital.

 

Propaganda
Advertisement