Search
Close this search box.
RIO BRANCO

ESPORTES

Vini Jr. reage a casos de racismo na Espanha: “Todo meu apoio”

Publicado em

Vinícius Jr. usou as redes sociais para se pronunciar sobre os casos de racismo, que aconteceram em jogos de futebol na Espanha nesse sábado (30/3). O boleiro não entrou em campo, mas repudiou as atitudes dos torcedores e prestou apoio às vítimas. “Todo meu apoio”, disse.

“Neste fim de semana, eu nem sequer joguei. Mas tivemos três casos desprezíveis de racismo só neste sábado na Espanha. Todo o meu apoio ao Acuña e ao técnico Quique Flores, do Sevilla. Para Sarr e Rayo Majadahonda, que sua valentia inspire os demais”, declarou.

E prosseguiu, afirmando que pessoas preconceituosas não deveriam acompanhar futebol: “Os racistas devem ser expostos e os jogos não podem continuar com eles nas arquibancadas. Só teremos vitória quando os racistas saírem dos estádios direto para a cadeia, lugar que merecem”.

Continua depois da publicidade

O lateral argentino Marcos Acuña foi chamado de “macaco” na partida do Sevilla, contra o Getafe. O árbitro relatou a ofensa na súmula do jogo, que ficou paralisado por quase três minutos. O técnico do clube, Quique Flores, condenou o xingamento.

Já o goleiro senegalês Sarr, partiu para cima do agressor e foi expulso. O time do Rayo Majadahonda, da terceira divisão espanhola, saiu de campo e se recusou voltar depois do episódio.

Na última segunda-feira, Vini se emocionou na coletiva de imprensa da Seleção Brasileira ao falar sobre os constantes episódios de racismo que vem sofrendo. Com a voz embargada, o atleta contou que seguirá lutando e foi aplaudido pelos jornalistas presentes no espaço.

Propaganda
Advertisement