Search
Close this search box.
RIO BRANCO

GERAL

Alerta Nacional: Acre e outros Estados apresentam crescimento de síndromes respiratórias agudas graves

Publicado em

A preocupação com o aumento de síndromes respiratórias agudas graves (SRAGs) permanece em destaque, conforme a atualização do boletim InfoGripe da Fiocruz divulgada na quinta-feira (23). O estado do Acre figura entre os 15 estados que apresentam um crescimento contínuo de SRAGs na tendência de longo prazo, juntamente com Alagoas, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima, Santa Catarina e Sergipe.

Rio Branco, capital do Acre, também está entre as 15 capitais que demonstram sinais de aumento de SRAG, ao lado de Aracaju, Boa Vista, Campo Grande, Cuiabá, Florianópolis, João Pessoa, Macapá, Maceió, Natal, Porto Velho, Recife, Rio de Janeiro, São Luís e Teresina.

O cenário de internações por SRAG, especialmente relacionadas à influenza A (gripe) e ao vírus sincicial respiratório (VSR), continua em ascensão em diversas partes do país. Apesar disso, a nível nacional, há indícios de redução de SRAG tanto na tendência de longo prazo (últimas seis semanas) quanto na de curto prazo (últimas três semanas).

Continua depois da publicidade

O estudo destaca a importância de analisar com cautela os dados das semanas recentes, especialmente no Rio Grande do Sul, devido a possíveis impactos na capacidade de atendimento e no registro eletrônico de novos casos de SRAG no estado. Com base nos dados da Semana Epidemiológica (SE) 20, de 12 a 18 de maio, o estudo utiliza informações inseridas no Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica da Gripe (Sivep-Gripe) até o dia 20 de maio.

Propaganda
Advertisement