Search
Close this search box.
RIO BRANCO

GERAL

Após 8 anos de sua morte, processo de beatificação de Paolino ainda se arrasta no Vaticano

Publicado em

A morte de Paolino Maria Baldassari completou 8 anos, na última segunda-feira, 8, e sua canonização ainda está em processo no Vaticano. Em homenagem a ele, a Câmara Municipal de Sena Madureira aprovou uma lei que torna o dia 08 de abril um feriado municipal, fazendo com que todos os órgãos ligados à rede municipal fiquem de portas fechadas neste dia.

Nascido na cidade italiana de Bologna, Baldassari foi o pároco da cidade de Sena Madureira, no interior do Acre, por incríveis 46 anos. Sua presença era altamente respeitada e admirada. Como membro da ordem dos servos de Maria, Baldassari tinha seu consultório dentro das dependências da igreja e atendia diariamente a população, além de fornecer medicamentos gratuitamente. Ele também implantou escolas na zona rural e levou suas ações aos ribeirinhos mais isolados.

Em 2019, com a aprovação do Vaticano, foi iniciado o processo de beatificação do padre. Caso sejam comprovados os milagres atribuídos a ele, frei Paolino, como era conhecido, poderá se tornar o primeiro pároco da Amazônia a receber o título canônico.

Continua depois da publicidade

Ontem, completou exatamente 8 anos desde a partida do padre, que foi um dos maiores símbolos religiosos do Acre. Ele faleceu após passar vários dias internado na UTI do Pronto Socorro da capital acreana, Rio Branco. Seu corpo foi sepultado ao lado da igreja matriz Nossa Senhora da Conceição, e uma capela foi construída para receber a visita de fiéis de todo o Brasil.

Propaganda
Advertisement