RIO BRANCO

GERAL

Após mortes por SRAG, MPAC instalará 2ª Promotoria Especializada de Saúde

Publicado em

GERAL

Recentemente, pelo menos, 12 famílias perderam crianças para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Mães se reuniram em busca de justiça, pois, segundo elas, a morte pela síndrome foi por negligência do estado, já que não tinha medicação nem leito de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) suficiente para seus filhos.

O caso das mortes só veio à tona quando a servidora pública, Joelma Dantas, perdeu seu filho de apenas dez meses, no início de junho, e usou as redes sociais para fazer críticas a saúde. Após suas postagens outras famílias foram se identificando e relatando terem passado pela mesma situação. O filho de Joelma foi a décima criança a perder a vida para a SRAG.

Com isso, quase 20 dias depois do ocorrido e já considerando o trabalho desenvolvido pela 1ª Promotoria Especializada de Defesa da Saúde, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) anunciou, nesta sexta-feira, 24, que irá instalar a 2ª Promotoria de Justiça Especializada de Defesa da Saúde de Rio Branco,

Continua depois da publicidade

Segundo a assessoria do MP, a proposta foi apresentada pelo procurador-geral de Justiça Danilo Lovisaro do Nascimento e aprovada, por unanimidade, pelo Colégio de Procuradores de Justiça durante a 6ª sessão plenária ordinária.

Na ocasião, foi aprovado ainda pelo Colégio de Procuradores de Justiça a instalação da Promotoria de Justiça Cumulativa de Assis Brasil, Promotoria de Justiça Cumulativa de Capixaba e a desinstalação da 2ª Promotoria de Justiça Cível de Rio Branco.

Propaganda
Propaganda

POLÍCIA

POLÍTICA