Search
Close this search box.
RIO BRANCO

GERAL

Associação de Mulheres Juristas do Acre repudia suposta violência doméstica envolvendo vereador

Publicado em

A Associação de Mulheres Juristas do Acre (AMJ) emitiu uma nota de repúdio diante das alegações de violência doméstica supostamente cometida na madrugada do último domingo, 12 de maio, Dia das Mães, pelo vereador Eriberto Mota (PP), que também exerce o cargo de presidente da Câmara de Vereadores de Xapuri. O caso envolve Raiane Souza, com quem o parlamentar tem um filho de 9 anos.”

As acusações de agressão resultaram na abertura de um Boletim de Ocorrência na Delegacia do município, no qual Raiane relata ter sido vítima de agressões que a levaram a desmaiar durante o episódio.

Na nota de repúdio, a AMJ expressa sua indignação diante do suposto ato de violência doméstica, classificando-o como extremamente inaceitável. A entidade ressalta que a agressão, ocorrida na madrugada do Dia das Mães, é um ato covarde que não apenas afeta a integridade física da vítima, mas também a sua dignidade. Além disso, por ser supostamente praticada por um parlamentar, a ação ofende diretamente todas as mulheres do Acre.

Continua depois da publicidade

A Associação de Mulheres Juristas do Acre solicita uma investigação minuciosa do caso e reitera a importância de que a justiça seja plenamente realizada, garantindo a proteção e o respeito às vítimas de violência doméstica.

Propaganda
Advertisement