Search
Close this search box.
RIO BRANCO

GERAL

Cadela é encontrada ao lado do corpo de tutora morta há uma semana

Publicado em

Como na história do filme Sempre ao Seu Lado, de 2009, Poppy, uma cadela da raça poodle miniatura, permaneceu como leal escudeira da tutora mesmo após a morte da senhora, de 76 anos — que teria morrido há mais de uma semana.

O relato, publicado pelo Daily Mail, foi registrado em West Cross, perto de Swansea, no País de Gales. Tudo começou quando os vizinhos notaram a ausência de Yolande nas caminhadas regulares que fazia pelo bairro.

A vizinha Christie Powell, de 37 anos, se espreitou pelas janelas e caixa de correio da casa em busca de sinais da dupla e viu Yolande desmaiada no chão com a pet desnutrida abraçada ao corpo desfalecido da tutora.

Continua depois da publicidade

“Passou uma semana até repararmos que não a tínhamos visto, e um dos outros vizinhos também comentou, por isso demos uma volta e, infelizmente, era tarde demais”, contou. Como cuidadora de pets, a vizinha sabia que Poppy era o tipo de cachorro que latia constantemente e estranhou não ouvir movimentos do animal.

“Quando abri a caixa de correio, vi que havia correspondência, o que não era um bom sinal, e quando espreitei dentro da casa vi a Yolande no chão e a Poppy deitada em cima dela”, descreveu.

Triste situação

Depois de acionar o serviço de emergência e entrar na casa, a vizinha encontrou a cadela em uma situação precária. “Poppy ficou petrificada. Nós a levamos para casa e injetamos nela uma carga de líquido, tanto quanto pudemos, e um pouco de comida, tomando cuidado para não alimentá-la demais, porque ela era apenas pele e osso”, detalhou. Além disso, a cachorrinha estava com os olhos machucados.

Apesar dos primeiros cuidados, Christie precisou levar o animal ao veterinário. “Foi aí que nos disseram que ela não teria sobrevivido mais uma noite se não a tivéssemos encontrado, e que era difícil saber se sobreviveria nessa noite. Ela está gravemente desnutrida e desidratada”, relatou.

Diante do quadro, Kate, irmã de Christie, decidiu adotar Poppy, mesmo tendo prometido nunca mais ter outro cachorro. “Ela se apaixonou por Poppy e disse’ Vou levá-la para casa. Ela não tem mais ninguém e não vai para canis’”.

A doguinha segue sob cuidados médicos para tratar um problema no olho direito decorrente da situação vivida no período em que esteve sem assistência. Christie, inclusive, chegou a usar uma plataforma de arrecadação de fundos on-line para arcar com os custos dos cuidados de Poppy.

Continua depois da publicidade

Companheirismo

Um porta-voz da polícia do País de Gales do Sul declarou: “Os agentes foram chamados a atender uma ocorrência de morte súbita numa propriedade em Kenilworth Place, West Cross, Swansea, por volta das 12 horas de domingo, 24 de março. Uma mulher de 76 anos foi encontrada morta. As circunstâncias não são consideradas suspeitas”.

Yolande havia se mudado de Londres há pouco mais de cinco anos e não tinha familiares próximos. Christie pontuou sobre a lealdade de Poppy. “Ela era um dos cães mais leais — quando eu costumava cuidar dela, ela tinha a pior ansiedade de separação, chorava e gritava o tempo todo porque odiava estar longe dela (Yolande)”.

“Yolande, a única coisa com que ela se preocuparia seria Poppy, é uma das únicas coisas que ela tinha no mundo. Parece que estamos fazendo o que é certo com Yolande ao cuidar dela”, finalizou Christie.

Propaganda
Advertisement