Search
Close this search box.
RIO BRANCO
Search
Close this search box.

GERAL

Campanha 18M combate abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes

Publicado em

O Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC) lança nesta segunda-feira (13) campanha com o objetivo de enfrentar violência sexual contra o público infantojuvenil. As ações ocorrerão durante o mês em alusão ao Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, lembrado anualmente em 18 de maio.

A campanha reúne a Comissão Intersetorial de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, do MDHC, a Rede Ecpat Brasil, o Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência contra Crianças e Adolescentes e o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda).

Sob o mote Quebre o ciclo da violência, a iniciativa contará com peças digitais para as redes sociais do MDHC, publicação de vídeo-manifesto, spot para rádios, reportagens especiais com dados inéditos e anúncio de políticas públicas ao longo do mês de maio. A série de ações objetiva convocar os adultos e responsáveis a serem a pessoa em quem as crianças e adolescentes possam confiar para denunciar qualquer tipo de violência sexual.

Continua depois da publicidade

“O conceito da campanha traz a ideia de que quebrar o ciclo da violência significa convocar a sociedade a ouvir, ter empatia e cuidado com as crianças e adolescentes. Todos são responsáveis por assegurar que crianças e adolescentes sejam tratados com respeito e como sujeitos de direitos,” ressalta a ministra substitua do MDHC, Rita Oliveira.

Mobilização nacional

Por meio da mensagem “Seja a pessoa que ouve, acolhe e denuncia”, a campanha convocará toda a sociedade civil a não se silenciar diante dos sinais emitidos por crianças e adolescentes que sofrem com violações físicas e psíquicas diante do abuso sexual.

Neste ano, a campanha promoverá formações, orientações técnicas e construção de estratégias para efetivação de direitos. O foco das ações terá como tema central o atendimento e a atenção integral a crianças e adolescentes, famílias, comunidades e organizações sociais.

A programação prevê eventos de 14 a 17 de maio com diversos anúncios de ações conjuntas entre os ministérios. A mobilização contará, ainda, com a realização de um seminário sobre o enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes com participação de instituições nacionais e internacionais.

Sobre a data

A mobilização pelo dia 18 de maio marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, instituído pela Lei Federal nº 9.970/2000, em memória ao caso da menina Araceli Crespo, que foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no dia 18 de maio de 1973 – quando tinha apenas 8 anos. Em 2024, completam-se 51 anos desse trágico episódio, lembrado para reforçar a necessidade de combate a todos os tipos de violência contra crianças e adolescentes.

Continua depois da publicidade
Propaganda
Advertisement