Search
Close this search box.
RIO BRANCO
Search
Close this search box.

GERAL

Cnen encontra última peça de material radioativo furtado em SP

Publicado em

A Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen) localizou nesta segunda-feira (8), em um ferro-velho em Itaquera, na zona leste da capital paulista, a peça de radiação ainda ativa que havia sido furtada na semana passada.

Segundo o Cnen, a coluna de Ge-68, com atividade de 30 mCi, foi encontrada intacta no ferro-velho que havia sido responsável pela venda das peças de chumbo para uma loja de baterias em Itaquera.

Com a localização dessa coluna, a comissão decidiu encerrar a ocorrência no âmbito de sua responsabilidade. “É importante ressaltar que não houve rompimento do material, dispersão ou contaminação, sendo recuperado intacto”, informou o órgão, em nota.

Continua depois da publicidade

No domingo (7), técnicos da Cnen encontraram cinco blindagens de chumbo que eram utilizadas para isolar colunas de material radioativo. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, as blindagens encontradas estavam em um comércio de ferro-velho e baterias. Três envolvidos, de 21, 25 e 53 anos de idade, foram presos por porte de material nuclear e receptação. A ocorrência foi registrada no 53º DP, no Parque do Carmo.

Furto

O material radioativo estava em uma picape Volkswagen Saveiro que foi furtada na madrugada do dia 30, na Rua Félix Bernardelli, zona leste da capital. No furto foram levados cinco recipientes similares a baldes tampados. No interior deles, havia blindagens, dentro das quais colunas geradoras de radioatividade. O material de quatro recipientes era de colunas de 99Mo/99mTc (Molibdênio/Tecnécio) exaurido, ou seja, já utilizadas e inativas. A manipulação dessas colunas apresenta risco muito baixo para a saúde.

O quinto recipiente continha, no entanto, uma coluna de gerador 68Ge/68Ga (Germânio/Gálio) ativo, “contendo uma dose de 27,9 mCi [milicurie, medida de radioatividade] de atividade do gerador de 68Ge/68Ga, que seria utilizada para um único exame de cintilografia, ou seja, é uma dose muito baixa e um volume muito pequeno”, disse a Cnen, em nota.

No momento em que foram furtados, o veículo e o material radioativo estavam sinalizados com o símbolo internacional de radiação ionizante.

Propaganda
Advertisement