Search
Close this search box.
RIO BRANCO
Search
Close this search box.

GERAL

CRAS com inscrições para receber R$ 3,9 MIL ou mais ainda este ano

Publicado em

Até o final de 2024, os brasileiros que se inscreverem no Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) podem concorrer a um belo pacote de benefícios. O Intuito é ajudar os cidadãos que passam por dificuldades materiais na atualidade, ou seja, que estão em situação de vulnerabilidade social.

Os beneficiários existentes no CRAS, que obedecem aos pré-requisitos, além de novos inscritos no programa, podem receber mais de R$ 3.900 em benefícios.

Esta previsão inclui não apenas o valor mensal de um grande benefício, mas também um auxílio adicional bimestral. Ambos acabam proporcionando um suporte financeiro significativo para famílias em situação de vulnerabilidade social.

Continua depois da publicidade

CRAS e a chance de receber auxílio do governo ainda em 2024

Bolsa Família é um programa essencial no combate à pobreza e à fome no Brasil. Atualmente, atende a cerca de 20 milhões de famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza. Este benefício é mais do que um simples auxílio financeiro; ele representa um direito fundamental, garantindo o acesso à alimentação, saúde, educação e outros serviços essenciais.

A partir de julho de 2024, o valor mensal do Bolsa Família é de, pelo menos, R$ 600 por família. No entanto, a média nacional, segundo o governo federal é de quase R$ 680,00 mensais. Este valor pode variar de acordo com a composição familiar e a situação socioeconômica, podendo chegar a R$ 800 ou mais em alguns casos.

Para se qualificar, as famílias devem estar inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal. Este cadastro é essencial para acessar o Bolsa Família e diversos outros programas sociais e tem sua porta de entrada o CRAS.

Complemento importante para aumentar o benefício

Além do Bolsa Família, os beneficiários também podem receber o Auxílio Gás. Este benefício é pago bimestralmente, com um valor de aproximadamente R$ 100, dependendo do preço médio nacional do botijão de gás de 13 kg.

Até o final de 2024, ainda restam três parcelas do Auxílio Gás, totalizando pelo menos R$ 300 adicionais para as famílias inscritas no CadÚnico, por meio do CRAS.

Considerando os seis meses restantes de 2024, uma família beneficiária do Bolsa Família pode receber no mínimo R$ 3.600, referentes aos pagamentos mensais de R$ 600.

Continua depois da publicidade

Com a adição das três parcelas bimestrais do Auxílio Gás, o valor total recebido pode superar R$ 3.900. Este suporte financeiro é crucial para ajudar as famílias a enfrentarem as dificuldades econômicas e sociais, garantindo uma qualidade de vida mínima e digna.

Como se Inscrever no CRAS?

Para acessar o Bolsa Família e outros benefícios sociais, é necessário estar inscrito no Cadastro Único. O processo de inscrição é simples e pode ser realizado nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) de cada município.

Passo a passo para a inscrição:

  1. Localização do CRAS: Procure o CRAS mais próximo de sua residência. Esta informação pode ser obtida entrando em contato com a prefeitura local ou consultando o site do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).
  2. Documentação Necessária: Leve os documentos que comprovem a renda familiar e a situação de vulnerabilidade social. Entre os documentos exigidos estão:
    • Documento de identificação com foto (RG ou CNH).
    • CPF.
    • Comprovante de residência.
    • Certidões de nascimento dos menores de idade.
  3. Preenchimento da Inscrição: No CRAS, preencha o formulário do CadÚnico com a ajuda de um assistente social. Forneça todas as informações solicitadas de forma precisa e verídica.

Critérios de elegibilidade

Para ser elegível ao Bolsa Família e outros benefícios do CadÚnico, a família deve atender a critérios específicos do CRAS, que geralmente incluem:

  • Renda Familiar: A renda per capita deve ser igual ou inferior a R$ 218,00, caracterizando situação de pobreza ou extrema pobreza.
  • Situação de Vulnerabilidade: As famílias devem comprovar que se encontram em situação de vulnerabilidade social, o que inclui questões como falta de acesso a serviços básicos, moradia inadequada, entre outros.

Manter o cadastro atualizado é essencial para continuar recebendo os benefícios. Qualquer mudança na composição familiar, renda ou endereço deve ser informada ao CRAS. A atualização cadastral garante que as informações estejam corretas e evita a suspensão dos benefícios.

Aliás, o governo tem mostrado uma resposta rápida e eficaz em situações de emergência, como as enchentes no Rio Grande do Sul. Em julho de 2024, o MDS antecipou os pagamentos do Bolsa Família para beneficiários com NIS terminados em 0, 3, 5, 7 e 9, facilitando o acesso aos recursos necessários para as famílias deslocadas.

Esta medida, juntamente com a prorrogação de prazos para atualização cadastral, demonstra o compromisso do governo em apoiar suas comunidades mais vulneráveis.

Para as famílias afetadas pelas enchentes, o MDS liberou um fundo de emergência de 5,6 milhões de reais. Esses recursos são destinados não apenas ao Bolsa Família, mas também a outras formas de assistência, como a distribuição de cestas básicas e suporte para reconstrução das áreas danificadas.

A Defesa Civil continua a emitir alertas para os residentes nas áreas de risco, aconselhando-os a procurar abrigos seguros. O colapso parcial de uma barragem na região aumentou o nível de alerta, elevando o risco de inundações adicionais. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitou a região, reforçando o compromisso do governo federal em fornecer todo o apoio necessário.

Até o final de 2024, os beneficiários do Bolsa Família, incluindo os novos inscritos, têm a possibilidade de receber mais de R$ 3.900 em benefícios. Esta soma considera o valor mensal do Bolsa Família e as parcelas bimestrais do Auxílio Gás.

A inscrição no CadÚnico é fundamental para acessar esses benefícios, e o processo pode ser realizado nos CRAS de cada município. Em situações de emergência,

como as enchentes no Rio Grande do Sul, o governo federal tem demonstrado uma resposta rápida e eficaz, garantindo que as famílias mais vulneráveis recebam o suporte necessário.

Veja o calendário de pagamentos:

Propaganda
Advertisement