Search
Close this search box.
RIO BRANCO

GERAL

Desafios Climáticos: produção agrícola no Acre é afetada por enchentes em 2024

Publicado em

A safra agrícola de 2024 no Acre foi impactada pelas cheias, resultando em uma quebra de 7,7% na produção de milho em comparação com o ano anterior, conforme divulgado pelo Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) do IBGE. A produção de milho no estado diminuiu de 40.831 toneladas para 37.705 toneladas, enquanto a soja apresentou um crescimento de 45%. As enchentes que atingiram o estado em 2024 afetaram negativamente as lavouras, refletindo-se em quedas ou estabilidade na produção de outros cultivos.

No cenário nacional, a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas estimada para 2024 totaliza 299,6 milhões de toneladas, uma redução de 5,0% em relação a 2023. A área a ser colhida permanece estável em 77,9 milhões de hectares, com um pequeno aumento em relação ao ano anterior. O arroz, o milho e a soja representam a maior parte da produção estimada, com acréscimos em algumas culturas, como algodão, arroz, feijão e trigo, e decréscimos no milho, soja e sorgo.

No Rio Grande do Sul, principal produtor nacional, as condições climáticas adversas impactaram a produtividade da cultura do milho, com queda na produtividade devido ao excesso de chuvas e nebulosidade. A produção gaúcha deve alcançar 7,4 milhões de toneladas, um aumento de 4,3% em relação a 2023, impulsionado pelo aumento da área colhida, apesar da redução na produtividade.

Continua depois da publicidade

A estimativa para a produção de milho em 2024 é de 10,5 milhões de toneladas, com um aumento de 0,3% em relação ao mês anterior. O crescimento é atribuído principalmente ao aumento da área plantada, compensando a redução no rendimento médio. Destaca-se o aumento da área de cultivo de arroz, revertendo a tendência de redução observada nos últimos anos.

Propaganda
Advertisement