Search
Close this search box.
RIO BRANCO

GERAL

‘Dinheiro esquecido’: brasileiros ainda têm R$ 8 bilhões por receber; veja como resgatar

Publicado em

Os brasileiros ainda têm direito a recuperar cerca de R$ 8,02 bilhões em recursos esquecidos no sistema financeiro, segundo dados do Banco Central – isso significa que mais de 55% do valor total disponibilizado pelo Sistema de Valores a Receber (SVR) ainda não foi sacado.

Divulgados com dois meses de defasagem, os dados do BC indicam que mais de 19.842.315 milhões de correntistas tiraram até o fim de março R$ 6,54 bilhões do saldo disponível. No total, 43.958.136 de pessoas físicas e jurídicas ainda não fizeram o resgate.

A maior parte dos saldos disponíveis para saque são de pequenas quantias. De acordo com o BC, 63,54% dos brasileiros têm até R$ 10 para sacar. Já 24,95% dos correntistas podem resgatar valores na faixa que vai de R$ 10,01 a R$ 100,00. Outros 9,75% estão no grupo dos que têm de R$ 10,01 a R$ 1 mil. Acima desses valores, somente 1,76% das pessoas têm direito.

Continua depois da publicidade

Veja como consultar o Sistema Valores a Receber e resgatar o dinheiro

Acesse o site do SRV clicando aqui e selecione o botão “Consulte Valores a Receber”.
Na nova tela que se abrirá, preencha o número do seu CPF ou CNPJ, a data de nascimento ou de abertura da empresa, transcreva os caracteres de segurança e clique em consultar.

Uma nova página aparecerá com o resultado da consulta. Caso a informação confirme que existe algum valor a receber, selecione o botão “Acessar o SVR”.
Na nova janela, Agora faça login na conta do governo. Atenção: o acesso a essa área do site só é permitida para quem tem conta nível prata ou ouro e, para pessoa jurídica, o CNPJ precisa estar vinculado, exceto com o tipo colaborador.
Após acessar o sistema, leia e aceite o Termo de Ciência.

Para solicitar o resgate dos valores pelo sistema do Banco Central, é preciso ter uma chave Pix cadastrada. Solicite o resgate e guarde o número de protocolo. Também é possível exibir e compartilhar o comprovante. Se não tiver uma chave Pix, o usuário precisará entrar em contato com a instituição para combinar a forma de recebimento – ou então criar uma chave Pix e depois retornar para fazer a solicitação.

Pessoas com valores a partir de R$ 100,01 a sacar, será necessário acessar o sistema com duplo fator de autenticação para solicitar o resgate com seleção de chave Pix. O usuário que não estiver logado com o duplo fator de autenticação e tentar resgatar valor acima de R$100 será orientado a ativar a funcionalidade ou procurar a instituição para receber o valor.
No caso de resgate de valores de pessoa falecida, é preciso fazer login com a conta página do governo do usuário que está acessando o sistema, não a conta do falecido. É preciso ser herdeiro, testamentário, inventariante ou representante legal para acessar os dados da pessoa falecida, além de ler e aceitar o Termo de Responsabilidade de consulta a dados de terceiros. Depois, o indivíduo deverá perguntar diretamente à instituição sobre a documentação que precisa apresentar para receber o valor da pessoa falecida.

Cuidados com golpes

Continua depois da publicidade

O único site onde você pode consultar e saber como solicitar a devolução dos seus valores, da sua empresa ou de pessoas falecidas é o https://valoresareceber.bcb.gov.br.
Todos os serviços do Valores a Receber são totalmente gratuitos. Não faça qualquer tipo de pagamento para ter acesso aos valores.
O Banco Central não envia links ou entra em contato para confirmar seus dados pessoais. Caso você receba algum pedido suspeito por telefone, e-mail, SMS, WhatsApp ou Telegram, desconsidere porque é tentativa de fraude.
Somente a instituição que aparece no Sistema de Valores a Receber é que pode entrar em contato, mas ela nunca vai pedir sua senha.

 

Propaganda
Advertisement