Search
Close this search box.
RIO BRANCO

GERAL

Focos de queimadas no Acre ficaram 144% acima do registrado ano passado até o fim de março

Publicado em

FOTO - JARDY LOPES

O Acre registrou, até 31 de março deste ano, 22 focos de queimadas, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Esse número é 144% maior do que o registrado em 2023 no mesmo período, mas 66% menor que o anotado em 2022 (27 focos de calor).

De 1º de janeiro a 31 de março de 2024, o Brasil contabiliza 14.571 focos de queimadas, que são capturados por satélites e indicam que pontos geográficos captados por sensores têm temperatura acima de 47°C e área mínima de 900 m², segundo o Inpe, que disponibiliza os dados na plataforma Programa Queimadas.

Em reportagem do site Metrópoles, a diretora de Ciência do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), Ane Alencar, explica que os dados de queimadas do Inpe são importantes para tomada de decisão dos governantes, apesar de não registrarem o tamanho da área atingida.

Continua depois da publicidade

“Isso tem um valor fundamental para ajudar na ação, ajudar a saber se está ocorrendo fogo e para onde está indo. São fatores fundamentais para auxiliar no combate”, destaca.

Os estados com maior número de focos em 2024 são: Roraima, com 4.090 ocorrências – 310% a mais que em 2023; e Mato Grosso, com 3.334 focos – 150% acima do mesmo período no ano passado.

Propaganda
Advertisement