Search
Close this search box.
RIO BRANCO
Search
Close this search box.

GERAL

Garimpeiros utilizam antenas Starlink para manter atividades ilegais na Terra Indígena Yanomami

Publicado em

Em uma tentativa de manter suas operações ilegais, garimpeiros têm recorrido ao uso de antenas Starlink, produzidas pela empresa de comunicação via satélite do renomado empresário Elon Musk. O governo federal já confiscou um total de 50 dessas antenas desde março, que foram encontradas nos garimpos ilegais espalhados pela Terra Indígena Yanomami, em Roraima. Essas antenas têm facilitado as atividades do crime organizado e dificultado as ações de repressão aos crimes ambientais.

As apreensões das antenas Starlink ocorreram principalmente após a instalação da Casa de Governo em Boa Vista, em março passado. Essa iniciativa visa coordenar e centralizar as operações contra a invasão do território. O Ibama divulgou que, de 2023 a março de 2024, foram apreendidas outras 32 antenas Starlink em garimpos ilegais em todo o país, sendo nove delas na Terra Yanomami.

Além de agilizar a cadeia de suprimentos, as antenas Starlink fornecem aos garimpeiros informações cruciais sobre as operações governamentais em andamento. Autoridades apontam que a colaboração da Starlink ao compartilhar a localização dessas antenas poderia auxiliar nas operações de retirada dos invasores e no mapeamento dos garimpos ilegais na região. Com muitos garimpeiros atuando à noite para evitar fiscalizações, pilotos da Força Aérea têm se arriscado em voos noturnos para monitorar essas atividades ilícitas.

Continua depois da publicidade
Propaganda
Advertisement