Search
Close this search box.
RIO BRANCO

GERAL

GRANDE RISCO: ANVISA decretou RETIRADA de 10 remédios populares das farmácias após morte e brasileiros ficam 100% assustados

Publicado em

Nos últimos anos, temos acompanhado diversos casos de medicamentos populares que foram retirados das farmácias devido a riscos à saúde dos consumidores.

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) desempenha um papel fundamental na regulamentação e fiscalização desses produtos, garantindo a segurança e eficácia dos mesmos.

Recentemente, a ANVISA determinou a retirada de 10 remédios populares das farmácias, após a confirmação de mortes associadas ao seu uso. Essa medida foi tomada em caráter de urgência, visando proteger a saúde dos consumidores e evitar novos casos fatais.

Continua depois da publicidade

Confira em detalhes os remédios envolvidos nessa proibição, os casos de morte associados ao seu uso e as medidas tomadas pela ANVISA para garantir a segurança dos consumidores.

A proibição dos remédios

Em 2022, um caso chocante envolvendo a morte de uma enfermeira em São Paulo levou a ANVISA a proibir a venda de uma lista com mais de 100 remédios.

Essa proibição foi necessária após a confirmação de que esses produtos poderiam causar riscos à saúde dos consumidores, levando até mesmo à morte.

Um dos casos mais emblemáticos foi o da enfermeira que faleceu devido a uma hepatite fulminante, supostamente causada pelo uso de chá em cápsulas de emagrecimento.

Além disso, a morte da cantora Paulinha Abelha, do grupo Calcinha Preta, também levantou suspeitas sobre o uso desses tipos de medicamentos.

Diante desses casos, a ANVISA decidiu agir e determinou a retirada de 10 remédios populares das farmácias em caráter de urgência. Esses medicamentos, que eram facilmente comprados sem receita médica, representavam um risco para a saúde dos consumidores.

Continua depois da publicidade

A lista de remédios proibidos inclui:

  • Academia Sense Shot;
  • Afina Chá;
  • Always Fitness Gold;
  • American Fit;
  • Bio Slim;
  • Biofitslim;
  • Bionatti Emagry;
  • Bioslim;
  • Chá 37 Ervas – Denature;
  • Chá Barriga Dos Sonhos – Vida Fiber.

Esses medicamentos eram amplamente utilizados por pessoas que buscavam perder peso ou melhorar sua aparência física. No entanto, estudos e investigações revelaram que eles apresentavam riscos à saúde dos consumidores, levando à necessidade de sua proibição.

Casos de mortes confirmadas

Os casos de mortes associadas ao uso desses remédios são alarmantes e demonstram a importância de uma regulamentação rigorosa por parte da ANVISA.

Além do caso da enfermeira em São Paulo, outros casos também foram reportados, levantando preocupações sobre a segurança desses medicamentos.

É importante ressaltar que a ANVISA é responsável por regular e fiscalizar os medicamentos comercializados no Brasil. Qualquer produto que alegue ser terapêutico precisa obrigatoriamente possuir uma autorização da autarquia para ser comercializado.

Todavia, mesmo diante desses casos de morte e da proibição imposta pela ANVISA, alguns desses remédios ainda podem ser encontrados à venda no mercado.

Isso levanta questionamentos sobre a eficácia das medidas adotadas pela agência reguladora e a necessidade de uma maior fiscalização por parte das autoridades competentes.

Posicionamento das empresas responsáveis

Ao procurar declarações das empresas responsáveis pelos remédios proibidos, não foram encontradas nenhuma nota oficial ou manifestação a respeito do ocorrido.

A falta de posicionamento por parte dessas empresas pode gerar desconfiança por parte dos consumidores e levantar questionamentos sobre a segurança de outros produtos comercializados por elas.

É importante ressaltar que a disponibilidade desses remédios em algumas farmácias e marketplaces pode indicar que as empresas conseguiram se regularizar perante a ANVISA.

Entretanto, é fundamental que os consumidores sempre busquem uma orientação médica antes de tomar qualquer tipo de medicação, evitando assim riscos à sua saúde.

Como emagrecer de forma saudável e sem riscos?

Diante da proibição desses remédios populares para emagrecimento, muitas pessoas podem se perguntar como emagrecer de forma saudável e sem riscos. Afinal, a busca por uma aparência física ideal é uma preocupação comum nos dias de hoje.

Segundo especialistas, é possível emagrecer de forma saudável seguindo algumas dicas simples:

  • Consuma alimentos mais saudáveis, como frutas, verduras e legumes;
  • Tenha disciplina alimentar, contando com o auxílio de um nutricionista;
  • Beba bastante água com frequência, mantendo-se hidratado;
  • Pratique exercícios físicos regularmente, escolhendo atividades que sejam prazerosas para você;
  • Procure manter boas noites de sono, pois a falta de sono adequado pode afetar o metabolismo e o controle do peso;
  • Procure acompanhamento de profissionais qualificados, como médicos e nutricionistas, para orientações personalizadas.

É importante ressaltar que cada pessoa é única, e o processo de emagrecimento pode variar de acordo com o organismo e as condições de saúde de cada indivíduo.

Portanto, é fundamental buscar orientações adequadas e personalizadas para alcançar os melhores resultados de forma segura e saudável.

Propaganda
Advertisement