Search
Close this search box.
RIO BRANCO

GERAL

Número de denúncias contra abuso sexual infantil bate recorde na internet em 2023

Publicado em

As denúncias de imagens de abuso e exploração sexual infantil na internet bateram recorde em 2023, segundo relatório divulgado nesta terça-feira (6) pela Safernet, ONG que atua em defesa dos direitos humanos na internet.

O ano de 2023 teve o maior registro de denúncias em 18 anos que a pesquisa é realizada pela ONG. No total, foram 71.867 denúncias feitas em 2023; número 28% superior ao recorde anterior, registrado em 2008, que teve 56.115 denúncias.

Os dados de 2023 apresentaram alta de 77,1% em relação a 2022. Segundo a ONG, três fatores principais motivaram o aumento das denúncias de imagens de abuso e exploração sexual infantil:

Continua depois da publicidade

As demissões em massa realizadas pelas big techs, que atingiram as equipes de segurança, integridade e moderação de conteúdo de algumas plataformas;
A proliferação da venda de imagens de nudez e sexo autogeradas por adolescentes;
O uso de inteligência artificial para a criação desse tipo de conteúdo.

O levantamento foi divulgado no Dia da Internet Segura visando chamar a atenção sobre a importância da proteção infantil e do enfrentamento à violência sexual online.

Em um dos dados mais preocupantes, o relatório aponta que 16% das crianças e adolescentes no Brasil dizem que já receberam conteúdo sexual na internet.

Segundo a Safernet, é recomendado que a expressão “pornografia infantil” seja substituída por “imagens de abuso e exploração sexual infantil” ou “imagens de abusos contra crianças e adolescentes”.

A ONG diz que a imagem de nudez e sexo envolvendo uma criança ou adolescente (por lei, pessoas de 0 a 18 anos incompletos), por definição, não é consensual. Com isso, não se trata de pornografia, mas de imagens de crianças e adolescentes sendo sexualmente abusadas e exploradas.

Quedas:
Houve queda no número de denúncias de três crimes de ódio entre 2023 e 2022:

Continua depois da publicidade

Racismo, que caiu 20,36%;
LGBTfobia, -60,57%;
Misoginia, -57,56%.

Segundo a Safernet, a queda nas denúncias desses tipos de crimes em 2023 já era esperada, uma vez que essas denúncias aumentam em anos eleitorais, comportamento registrado em 2018, 2020 e 2022.

Dia da Internet Segura 2024

A celebração da data, que acontece em mais de 200 nações, está em sua 21ª edição global e na 16ª no Brasil, e visa mobilizar atores públicos e privados na promoção de ações de conscientização sobre o uso seguro, ético e responsável das tecnologias da informação e comunicação.

Entre os temas que serão discutidos no evento hub do Dia da Internet Segura 2024 no país, organizado pela Safernet Brasil, com correalização do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), estão:

Proteção à infância num contexto de ascensão da Inteligência Artificial Generativa;
Uso excessivo de telas;
Integridade da informação;
Enfrentamento à violência sexual online contra crianças e adolescentes.
Com o tema “Unidos para uma Internet mais positiva”, a versão brasileira do evento apresentará uma novidade neste ano: serão dois dias de debates, na terça (6) e na quarta-feira (7), na capital paulista.

O encontro, que contará com a presença de especialistas nacionais e estrangeiros, também será transmitido em português e inglês pelo canal do NIC.br no YouTube, pelo site oficial e pela página da Safernet no Facebook.

No evento, o NIC.br vai lançar um jogo de tabuleiro gratuito que orienta, de forma lúdica, crianças sobre riscos na Internet. Com os pais, elas poderão aprender mais sobre como usar a rede de maneira segura e consciente.

O material será disponibilizado para download no portal Internet Segura, e pode ser utilizado por pais e por escolas.

 

Propaganda
Advertisement