Search
Close this search box.
RIO BRANCO

GERAL

Para 63% dos brasileiros, data do Golpe Militar deve ser desprezada

Publicado em

Divulgada pelo jornal “Folha de S.Paulo” neste sábado (30), Pesquisa Datafolha diz que a maior parte dos entrevistados quer que a data que marcou o início da ditadura militar no país, 31 de março, seja desprezada.

De acordo com os números da pesquisa, 63% dizem que a data deveria ser desprezada; 28% dizem que a data deveria ser comemorada; 9% não sabem ou não opinaram.

Neste ano, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) decidiu que o Governo Federal não irá realizar nenhum ato alusivo aos 60 anos do golpe.

Continua depois da publicidade

Em relação à pesquisa anterior, realizada em abril de 2019, houve aumento de 6 pontos percentuais entre os que consideram que a data deve ser desprezada — de 57% para 63%. Já os que disseram que a data deve ser celebrada caíram 8 pontos, de 36% para 28%.

Entre os que se autodeclaram bolsonaristas, 58% dizem que a data deve ser desprezada e 33% que merece celebração. Os índices caem para 51% e 39%, respectivamente, quando o entrevistado diz ser eleitor do PL, partido do ex-presidente.

Já entre os petistas, 68% querem o desprezo à data do golpe e 26%, a celebração. Para aqueles que se declaram neutros, 60% defendem desprezar e 26%, celebrar.

O Datafolha entrevistou 2.002 pessoas com 16 anos ou mais, em 147 cidades, nos dias 19 e 20 de março.

Propaganda
Advertisement