Search
Close this search box.
RIO BRANCO

GERAL

Presidente da OAB/AC é acusado de excluir advogada do Juruá de conferência em Rio Branco

Publicado em

Fotos: reprodução/ac24horas

A advogada Ocilene Alencar de Souza, presidente da Subseção da OAB/AC no Vale do Juruá, emitiu uma nota de repúdio no sábado, 8, acusando o presidente da OAB/AC, Rodrigo Aiache, e a Comissão da Mulher Advogada da OAB/AC, liderada por Patrícia Peixoto, de tê-la excluído da Conferência Estadual da Mulher Advogada Interseccionalidades, realizada de 6 a 7 de junho de 2024.

Segundo a nota, Ocilene Alencar afirmou ter sido preterida e excluída do evento, enquanto um advogado homem, não vinculado à atual gestão da Subseção, foi designado para representar a advocacia do Juruá no evento voltado para a mulher advogada.

A presidente da Subseção do Juruá expressou indignação com a exclusão, alegando que sua participação enriqueceria o evento, visto que é a única presidente mulher de uma Subseção no Acre. Ela enfatizou que a exclusão foi intencional devido à divergência política com a atual gestão da OAB/AC.

Continua depois da publicidade

Em resposta, o presidente da OAB/AC, Rodrigo Aiache, reconheceu o erro de não ter convidado pessoalmente Ocilene Alencar para o evento e pediu desculpas publicamente pela falha. Ele destacou a importância de corrigir tais equívocos e assegurou que tomará medidas para garantir uma melhor organização em futuros eventos, visando representar adequadamente a advocacia acreana.

Diante do ocorrido, a advogada do Juruá reivindicou respeito e igualdade de tratamento para as mulheres advogadas, enfatizando a necessidade de práticas condizentes com os discursos de valorização da mulher na advocacia.

Propaganda
Advertisement