Search
Close this search box.
RIO BRANCO

GERAL

Qdenga: OMS pré-qualifica vacina contra a dengue para outros países

Publicado em

Na última sexta-feira (10/5), a vacina Qdenga, já conhecida dos brasileiros, recebeu pré-qualificação da Organização Mundial da Saúde (OMS) para ser utilizada em outros países.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o registro da vacina contra a dengue em 2023. Conhecido comercialmente como Qdenga (TAK-003), o imunizante começou a ser distribuído no Brasil em 2024, durante o maior surto de dengue já registrado no país.

Desenvolvida pela empresa japonesa Takeda, a vacina usa versões enfraquecidas dos quatro sorotipos do vírus causador da dengue para criar imunidade no paciente. A TAK-003 é a segunda vacina contra a dengue a ser pré-qualificada pela agência. A lista também inclui a CYD-TDV, desenvolvida pela empresa francesa Sanofi Pasteur.

Continua depois da publicidade

Recomendação da vacina contra a dengue

A OMS recomenda o uso da Qdenga em crianças de 6 a 16 anos em locais com alta intensidade de transmissão da dengue. A administração do imunizante deve ser feita em esquema de duas doses com intervalo de três meses entre elas.

“A pré-qualificação da TAK-003 é um passo importante na expansão do acesso global às vacinas contra a dengue, uma vez que ela é agora elegível para aquisição por agências da ONU, incluindo a Unicef e a Organização Mundial da Saúde (OPAS)”, explica o diretor de Regulamentação e Pré-qualificação da OMS, Rogério Gaspar, em comunicado.

A pré-qualificação é um processo realizado pela OMS para garantir que o produto atenda aos padrões de qualidade e consistência. O processo é feito com base em normas internacionais e nas especificações definidas pela própria agência.

“Com apenas duas vacinas contra a dengue pré-qualificadas até o momento, esperamos que mais desenvolvedores se apresentem para avaliação para que possamos garantir que as doses cheguem a todas as comunidades que necessitam”, afirma Rogério.

Propaganda
Advertisement