Search
Close this search box.
RIO BRANCO
Search
Close this search box.

GERAL

SUS disponibiliza medicamento inovador para demência ligada ao Parkinson

Publicado em

O Ministério da Saúde anunciou nesta sexta-feira (21) uma importante atualização no Sistema Único de Saúde (SUS): a inclusão da rivastigmina, único medicamento com registro aprovado no Brasil para tratar pacientes com doença de Parkinson e demência. A medida, respaldada pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec), representa um avanço significativo no controle dos sintomas cognitivos associados à doença.

A demência, caracterizada por lentidão cognitiva, déficits de atenção e memória, além de alucinações, delírios e apatia, afeta aproximadamente 30% das pessoas com Parkinson. Até então, não havia opções medicamentosas disponíveis no SUS para tratar essa condição específica.

Carlos Gadelha, secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Complexo da Saúde do Ministério da Saúde, ressaltou a importância do acesso a tratamentos eficazes para melhorar a qualidade de vida dos pacientes e seus cuidadores. Com o envelhecimento da população em pauta, a inclusão da rivastigmina no SUS representa um passo crucial para atender às necessidades dos brasileiros afetados pela doença de Parkinson.

Continua depois da publicidade

O Parkinson é a segunda doença neurodegenerativa mais comum globalmente, ficando atrás apenas da doença de Alzheimer. Com uma incidência entre 100 e 200 casos por cada 100 mil indivíduos acima dos 40 anos, o número de diagnósticos aumenta consideravelmente após os 60 anos.

O tratamento para o Parkinson no SUS já engloba diversas abordagens, como terapias medicamentosas, fisioterapia e dispositivos como implantes de eletrodos para estimulação cerebral. Os esforços visam conter a progressão da doença e aliviar os sintomas dos pacientes afetados.

Com a inclusão da rivastigmina no rol de tratamentos disponíveis no SUS, abre-se uma nova perspectiva para aqueles que enfrentam a demência associada ao Parkinson. A medida reforça o compromisso do sistema público de saúde em oferecer cuidados abrangentes e acessíveis à população brasileira.

Propaganda
Advertisement