Search
Close this search box.
RIO BRANCO

MUNDO

Experiência luxuosa: conheça o clube privado mais caro de Nova York, que tem taxa de R$ 1 milhão

Publicado em

Turistas que passam pela esquina da Quinta Avenida com a Rua 57, em Manhattan, Nova York (EUA), frequentemente se impressionam com o grandioso Aman Club – um clube privado inaugurado em 2022 pela rede de resorts ultra luxuosos de mesmo nome. O prédio, construído em 1929, é referência na cidade por sua fachada ornamentada dourada.

O clube tem acomodações distribuídas entre 83 quartos, todos com lareira, e 22 unidades residenciais. Super-ricos pagam uma taxa de US$ 200 mil (R$ 995 mil), somada a uma taxa anual recorrente de mais US$ 15 mil (R$ 74 mil) para usufruir do espaço. São, ao todo, US$ 215 mil (R$ 1 milhão) em um ano.

O clube oferece acesso a dois bares, restaurantes, uma biblioteca privada de vinhos, um terraço para charutos, um clube de jazz subterrâneo e uma área de bem-estar, contou o CEO da Aman Resorts, Vlad Doronin, à agência de notícias Bloomberg.

Continua depois da publicidade

No hotel, as suítes custam cerca de US$ 3.200 por noite (R$ 16 mil). Os membros têm a sua disposição instalações exclusivas, incluindo restaurantes, terraços, lounges e uma enorme área de lazer de três andares com piscina, dois spas, um centro fitness, um estúdio de ioga e pilates, uma câmara de crioterapia, outra de infravermelhos, um salão de beleza e um de manicure e pedicure.

A piscina, localizada dentro do centro de bem-estar, é cercada por áreas de descanso e lareiras de vidro. Além de o espaço oferecer massagens, saunas e banheiras de hidromassagem, há uma variedade de tratamentos estéticos e médicos – no entanto, estes não são inclusos e é preciso pagar por fora.

No último andar, é possível encontrar um terraço de vidro com jardim com vista panorâmica da cidade, onde é possível relaxar, jantar ou desfrutar do bar com bons drinques. Ao todo, são quatro áreas para refeições: o Arva, um restaurante italiano; o Nama, japonês com experiência gastronômica omakase; o terraço do jardim e o lounge-bar.

Dentro do clube, não é permitido tirar fotos nem gravar vídeos. O Aman Club não divulga o número de membros nem suas identidades, mas em 2022, o jornal The Times estimou que 600 vagas haviam sido preenchidas. O Business Insider relatou que algumas celebridades já se hospedaram lá, incluindo George e Amal Clooney, Bill Gates e os Kardashians.

 

Propaganda
Advertisement