Search
Close this search box.
RIO BRANCO
Search
Close this search box.

MUNDO

Paranaense morre em combate na guerra da Ucrânia; família ainda não sabe como trazer corpo ao Brasil

Publicado em

Um paranaense natural de Castro, nos Campos Gerais, morreu em combate na guerra da Ucrânia. Murilo Lopes Santos, de 26 anos, estava em Zaporizhzhia depois de se alistar voluntariamente. A família soube da morte através de um colega de combate do rapaz.

Pelas redes sociais, Rosângela Pavin Santos, a mãe de Murilo, publicou lamentando a perda do rapaz. “Aqueles que amamos nunca morrem, apenas partem antes de nós”, diz a mensagem.

Ao g1, Rosângela Pavin Santos, contou que o jovem chegou na Ucrânia em novembro de 2022. Murilo, que já tinha servido ao Exército Brasileiro em Castro, por cerca de um ano e meio, tinha o sonho de seguir carreira militar.

Continua depois da publicidade

A ida até a Ucrânia, segundo a mãe, foi motivada pelo desejo do rapaz de lutar contra a invasão russa, que já dura mais de dois anos.

“Ele falava: ‘É muito covarde o que fizeram com a Ucrânia e eu quero defender’. E aquilo ficou na cabeça, no coração dele. Era o ideal que ele tinha”

disse a mãe, ao g1.

Embora tenha sido contra a decisão do filho, Rosângela disse que o apoiou, pois não conseguiria impedir a decisão dele de ir para a guerra.

A morte do jovem foi confirmada na manhã de sexta-feira (5), depois que um colega de combate de Murilo mandou mensagem para o pai dele.

Conforme a família, ninguém da Ucrânia ou de embaixadas, nem mesmo a brasileira, fez contato com eles. Os familiares ainda não sabem como vão trazer o corpo de Murilo para o Brasil.

Propaganda
Advertisement