Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍCIA

Ação da Polícia Civil do Acre salva vítima de feminicídio e criança sequestrada em Rio Branco

Publicado em

A ação ágil e coordenada da Polícia Civil do Acre (PCAC) resultou no resgate de uma criança sequestrada e na prevenção de um possível feminicídio no município de Bujari, no último domingo (19). A operação, liderada pela equipe da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) com o apoio do Departamento de Polícia da Capital e do Interior (DPCI) e dos investigadores locais, foi crucial para evitar uma tragédia.

O delegado-geral da PCAC, Henrique Maciel, foi alertado pela secretária da Secretaria de Estado da Mulher (Semulher), Mardhia Yusif Awni El Shawwa, sobre um caso em que uma mãe denunciou que seu ex-companheiro havia invadido sua casa e sequestrado sua filha.

Diante da gravidade da situação, Maciel tomou medidas imediatas, contatando a presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (Cedim/AC), Geovana Castelo, e instruindo o diretor do DPCI a agir rapidamente para proteger a vítima e sua filha.

Continua depois da publicidade

A mãe, temendo pela segurança da criança e a sua própria, informou que o suspeito estava tentando marcar um encontro com ela, levantando preocupações sobre um possível ataque violento. Em resposta, os policiais se dirigiram ao local indicado pelo sequestrador para o encontro, o Terminal Urbano de Rio Branco.

Após uma espera tensa, a mãe recebeu uma ligação do suspeito e dirigiu-se ao veículo dele. Neste momento, a polícia avistou o carro e realizou a abordagem. O suspeito resistiu à prisão, negando qualquer envolvimento ilícito, mas a polícia conseguiu resgatar a criança do veículo e afastá-la do perigo. Durante a revista no carro, os policiais encontraram uma arma branca do tipo peixeira, possivelmente destinada a um crime contra a vida da vítima, e duas trouxinhas de substância semelhante à cocaína no bolso do suspeito.

A operação foi conduzida com sucesso, garantindo a integridade da criança e a detenção do suspeito sem incidentes graves. A rápida intervenção da Polícia Civil não apenas salvou a criança, mas também evitou um possível feminicídio.

O delegado-geral Henrique Maciel destacou a importância da resposta rápida e coordenada entre os órgãos de segurança e proteção às mulheres. A eficácia da equipe policial foi fundamental para impedir um crime grave e proteger a vida de uma mãe e sua filha. O compromisso em assegurar a segurança de todas as mulheres e crianças do Acre permanece firme.

Propaganda
Advertisement