Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍCIA

Jurado de morte, cabeleireiro é baleado na cabeça por criminosos em salão de beleza em Rio Branco

Publicado em

Dheymerson Gonçalves de Moraes, 32 anos, foi atingido por um tiro na cabeça na noite desta segunda-feira (3) em um salão de beleza na rodovia AC-40, no bairro Vila Acre, em Rio Branco.

Segundo informações da mãe da vítima, identificada como Francisca, seu filho estava no salão de beleza de propriedade da família no momento do ocorrido. A mãe relatou que teria descido a escada para entrar na casa e preparar o jantar, para depois ambos irem para uma célula na igreja. Na sequência, ela informou que escutou um barulho e, quando estava subindo para o salão, viu o filho perto da escada com a marca de um tiro na cabeça, sangrando muito.

De acordo com a polícia, dois homens em uma motocicleta chegaram no local e efetuaram dois disparos de arma de fogo contra Dheymerson. A vítima ainda tentou correr, mas caiu já sem forças. Os criminosos fugiram do local logo em seguida.

Continua depois da publicidade

Amigos da vítima chegaram no exato momento em que a tentativa de homicídio aconteceu. Eles colocaram a vítima em uma caminhonete e a encaminharam para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Segundo Distrito, que era a unidade de saúde mais próxima, devido à gravidade do ferimento na cabeça. Após o atendimento na UPA, a ambulância 02 do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada para fazer a transferência do paciente para o pronto-socorro de Rio Branco.

De acordo com os médicos socorristas do Samu, o estado de saúde de Dheymerson é considerado gravíssimo. Logo na chegada ao PS, o homem teve uma queda no nível de consciência e precisou ser entubado, sendo encaminhado diretamente para o centro cirúrgico.

A mãe de Dheymerson afirmou que o filho não tem envolvimento com nenhuma facção criminosa. No entanto, ela admitiu que seu filho é usuário de entorpecentes, embora seja um trabalhador.

Veja o vídeo:

Mesmo com o relato de Francisca, vizinhos disseram que Dheymerson já deu vários problemas, inclusive já agrediu a mãe, se envolveu confusão com outros parentes, e ele, há um tempo, feriu uma outra pessoa a golpes de terçado. Dheymerson também já estaria jurado de morte ao menos duas vezes. O homem também tem passagens pela polícia e já teria sofrido outra tentativa de homicídio.

A Polícia Militar esteve no local para colher informações sobre o ocorrido. Nenhum suspeito do crime foi preso até o fechamento desta matéria. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Propaganda
Advertisement