Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍCIA

Criminoso é considerado culpado por homicídio tentado e sequestro na Cidade do Povo

Publicado em

O réu Jeová Andrade de Moura foi considerado culpado das acusações de homicídio tentado e sequestro pelo Conselho de Sentença da 1ª Vara Criminal de Rio Branco, que votou de forma unânime por sua condenação.

Após a análise da decisão dos jurados, o juiz Flávio Mariano Mundim determinou uma pena de 12 anos, 5 meses e 15 dias de reclusão no regime inicial fechado para Jeová Andrade de Moura.

O crime envolveu a tentativa de homicídio do presidiário Denilson Lima de Vasconcelos e o sequestro do proprietário de um veículo na manhã de 4 de julho de 2020, na Cidade do Povo.

Continua depois da publicidade

Denilson Vasconcelos, membro de uma facção criminosa, foi atacado enquanto caminhava pela rua Maria Elsa de Castela, próximo à escola Raimunda da Silva Pará, por quatro indivíduos que estavam em um carro. Um dos ocupantes do veículo saiu e efetuou vários disparos, deixando Denilson gravemente ferido. Ele foi rapidamente levado ao Pronto Socorro do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (HUERB) e conseguiu sobreviver ao ataque.

Durante o julgamento, Jeová Andrade de Moura admitiu sua participação nos dois crimes. O juiz também decidiu negar o direito do réu de recorrer da sentença em liberdade, considerando que ele já estava detido por outro crime com condenação.

Propaganda
Advertisement