Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍCIA

Após intensa caçada, fugitivos de Mossoró são encontrados e detidos no Pará

Publicado em

Foto: Divulgação

Após uma intensa busca que durou 51 dias, os dois fugitivos que escaparam da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, foram finalmente recapturados no estado do Pará. Deibson Cabral Nascimento, de 33 anos, e Rogério da Silva Mendonça, de 36, ambos do Acre, foram detidos em uma operação conjunta das Polícias Federal e Rodoviária Federal.

A caçada pelos fugitivos teve início em 14 de fevereiro, quando eles conseguiram escapar da penitenciária. A fuga ocorreu durante a madrugada, quando os detentos escalaram até o teto usando uma lâmpada como apoio e cortaram uma cerca para alcançar a liberdade. Ambos são envolvidos em guerras de facções criminosas ligadas ao tráfico de drogas e possuem ligações com o Comando Vermelho.

Após uma extensa investigação, a dupla foi localizada na cidade de Marabá, no Pará, que fica a uma distância de 1.600 quilômetros de Mossoró. Durante o período em que estiveram foragidos, Deibson e Rogério contaram com o apoio de pessoas externas ao presídio, sendo que pelo menos cinco indivíduos foram presos por colaborarem com os fugitivos.

Continua depois da publicidade

A operação integrada entre as forças de segurança federais e estaduais mobilizou recursos como cães farejadores, drones e helicópteros, além de reforços nas fronteiras do estado. A Polícia Federal investiga se houve facilitação na fuga e já prendeu suspeitos de auxiliarem os fugitivos.

A recaptura dos fugitivos representa um importante avanço no combate ao crime organizado e demonstra a efetividade das forças de segurança no trabalho de recuperação de foragidos. A prisão dos envolvidos contribui para a segurança da população e envia uma mensagem clara de que a impunidade não será tolerada.

A Polícia Federal continua investigando o caso e busca identificar possíveis conexões dos fugitivos com o Comando Vermelho. A apreensão de um veículo e armamento durante as buscas indica a possibilidade de envolvimento de membros da organização criminosa na região.

Propaganda
Advertisement