Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍCIA

Em Feijó, acusado de duplo homicídio é sepultado sem a presença da família

Publicado em

O enterro de Deleon Gomes Carnaúba, de 37 anos, suspeito de um duplo homicídio, ocorreu em Feijó nesta segunda-feira (10) sem a presença de familiares, devido ao receio de represálias por parte da comunidade local.

Deleon Carnaúba é apontado como o autor do brutal assassinato a facadas de Maria das Graças Carneiro Araújo, de 57 anos, e de seu neto Enzo Gabriel Araújo, de apenas 6 anos, no domingo (9), em uma área rural do município. Após o crime, ele foi morto pela Polícia Militar do Acre (PM-AC) durante uma operação no Rio Envira, onde estava em uma canoa.

O delegado Adan Ximenes, responsável pelo inquérito da Polícia Civil do Acre, explicou que, embora nenhum familiar tenha comparecido ao enterro, as providências necessárias foram tomadas para o sepultamento. Ele ressaltou que a família recebeu ameaças nas redes sociais, o que os levou a optar por não participar do enterro do suspeito na região. O delegado afirmou que não houve velório e que a equipe da Polícia Civil acompanhou o sepultamento.

Continua depois da publicidade

O inquérito sobre o crime hediondo tem um prazo de conclusão de 60 dias, mas o delegado Ximenes está empenhado em finalizar a investigação antes desse prazo, assim que os resultados da perícia forem disponibilizados.

Detalhes do Crime

O brutal assassinato de Maria das Graças e de seu neto Enzo ocorreu na manhã de domingo (9) no Projeto Envira, na zona rural de Feijó. Deleon Carnaúba, apontado como o principal suspeito, foi posteriormente morto durante a intervenção da PM-AC no Rio Envira.

Propaganda
Advertisement