Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍCIA

Fugir da justiça: Criminosos de Mossoró tinham como objetivo alcançar a Bolívia

Publicado em

Após 50 dias de fuga, os únicos fugitivos na história dos presídios federais de segurança máxima do Brasil foram capturados. Agentes da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Federal conseguiram prender os criminosos em uma operação conjunta.

Os fugitivos, Deibson Cabral Nascimento, conhecido como “Tatu”, e Rogério da Silva Mendonça, apelidado de “Martelo”, foram localizados e detidos em um carro preto e um carro branco, respectivamente. Além deles, outros criminosos que davam apoio à fuga também foram presos.

A prisão dos fugitivos foi possível graças ao trabalho de monitoramento realizado pela Polícia Federal, que estava acompanhando suas ligações telefônicas com autorização judicial. Em uma das conversas obtidas com exclusividade pelo Fantástico, Rogério da Silva relatou os desafios da fuga e mencionou planos de atravessar águas e chegar à Bolívia.

Continua depois da publicidade

Após a prisão, os fugitivos foram levados para a delegacia da Polícia Federal em Marabá, onde prestaram depoimento. Deibson e Rogério foram transferidos de volta para o presídio de segurança máxima de Mossoró, no Rio Grande do Norte, de onde haviam fugido. Os outros quatro criminosos permanecem detidos em Marabá, sendo identificados como membros do Comando Vermelho, responsáveis por dar suporte e facilitar a fuga dos fugitivos.

Propaganda
Advertisement