Search
Close this search box.
RIO BRANCO
Search
Close this search box.

POLÍCIA

Justiça decide e empresário de Roraima vira réu por envolvimento no tráfico e porte de fuzil

Publicado em

O empresário Fabrício de Souza Almeida, de 38 anos, teve sua trajetória marcada por uma reviravolta chocante ao se tornar réu por tráfico de drogas e posse de armamento de uso restrito. Sua prisão ocorreu em decorrência de uma operação policial realizada no final de maio, na qual seu irmão, Antonio Olivério Garcia Bispo, também foi detido. Enquanto Bispo teve sua prisão preventiva revogada e foi libertado, Fabrício enfrenta agora o peso da acusação que recai sobre ele.

Sobrinhos do governador de Roraima Antonio Denarium (PP), os envolvidos neste caso nebuloso não tiveram sua ligação familiar como um salvo-conduto. O governador, por meio de nota divulgada após a operação, reiterou seu repúdio a qualquer ato ilícito e defendeu a investigação minuciosa dos fatos relacionados ao episódio.

As investigações conduzidas pela Polícia Civil tiveram início com a apreensão de 70 kg de skunk em uma chácara próxima ao igarapé Água Boa, na zona rural de Boa Vista. O empresário Fabrício Almeida foi prontamente identificado como o proprietário da carga ilícita. Em um desdobramento surpreendente, durante a abordagem no galpão de uma marmoraria no bairro Pintolândia, as autoridades encontraram em sua posse um fuzil, um revólver calibre 3,57 e munições. Seu irmão foi também detido no local sob a suspeita de guardar as armas.

Continua depois da publicidade

A descoberta de uma chave no veículo do empresário levou os policiais a um depósito no bairro Caranã, onde mais 75kg de skunk foram apreendidos. Somando-se aos 70kg iniciais, totalizou-se impressionantes 145kg da droga descobertos durante a operação. Adicionalmente, no bairro Cruviana, mais armas de grosso calibre foram encontradas e apreendidas em um cofre.

Propaganda
Advertisement