Search
Close this search box.
RIO BRANCO

POLÍCIA

Locutor morre espancado após recusar dar R$ 2 a assaltante

Publicado em

O locutor Naldo Trindade, que estava internado no Hospital de Clínicas Dr. Alberto Lima (HCAL), morreu nessa quinta-feira (30/5) após ser espancado por não dar R$ 2 a um assaltante. O caso aconteceu em Vitória do Jari, no Amapá, em 12 de maio.

Naldo estava internado e piorou devido a complicações sofridas após ser agredido com pedaços de madeira. Ele foi transferido para o município de Macapá no dia 12 de maio e, em seguida, para o HCAL.

O suspeito foi preso por tentativa de homicídio na época do crime, com a morte de Naldo, a tentativa de homicídio passa para consumado. As informações são do G1.

Continua depois da publicidade

De acordo com o delegado Juliano Martínez Pérez, da Polícia Civil, o crime foi qualificado como motivo fútil e com meio que impossibilitou a defesa da vítima.

“Este entendimento era antes da evolução para o resultado morte. Hoje, assim que fiquei sabendo da morte, requisitei o exame necroscópico. Assim que sair o resultado, farei um relatório complementar, e enviarei ao Poder Judiciário”, informou o policial.

Suspeito de matar locutor recebeu liberdade provisória

O acusado teria sido julgado no dia 13 de maio e recebido liberdade provisória.

O prefeito de Vitória do Jari, Ary Duarta (DEM), lamentou a morte do amigo: “Acabo de receber com uma tristeza imensa do meu coração a notícia do falecimento do meu grande amigo Naldo Trindade”.

Naldo Trindade era locutor em rádios como 104 FM de Monte Dourado (PA) e Vitória FM, de Vitória do Jari.

Propaganda
Advertisement